Glauber desafia Moro a abrir sigilo após chamá-lo de "capanga da milícia"

Deputado de esquerda Glauber Braga (PSOL/RJ) faz dura oposição ao ex-juiz que blinda supostos crimes do extremista de direita Jair Bolsonaro. O parlamentar desafia Sérgio Moro a abrir sigilos telefônicos para comprovar que não blinda crime organizado chefiada pelo clã Bolsonaro


No Congresso em Foco - O deputado Glauber Braga (Psol-RJ) não é um político de medir palavras. Na última quarta-feira (12), na presença do ministro Sergio Moro, em uma audiência na Câmara, o chamou de “capanga de milícia”. Em setembro do ano passado, também diante de Moro, fez uma analogia para qualificar o ex-magistrado como um “juiz ladrão”. Em ambos os casos, suas declarações resultaram em gritaria, troca de empurrões, encerramento imediato da reunião e processos contra ele no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Do primeiro, ele já escapou. O segundo foi apresentado ontem.

Glauber diz não se arrepender de nada e que não retira uma vírgula do que falou a respeito do ministro. “O que disse foi embasado em fatos concretos. Moro tem trabalhado para blindar a família Bolsonaro”, afirmou em entrevista ao Congresso em Foco. O deputado desafia o ministro a abrir seu sigilo telefônico para comprovar que não teve contato com o delegado responsável por inocentar o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) em inquérito que apurava suspeitas sobre transações imobiliárias do filho do presidente.

“Duvido que ele abra o seu sigilo telefônico. Eu abro o meu”, propõe. Glauber virou alvo da fúria de admiradores de Sergio Moro e defensores da Lava Jato, tanto no Congresso quanto nas redes sociais. Vários parlamentares saíram em defesa do ministro. Por seu estilo mais agressivo, o deputado não tem a simpatia de muitos colegas, que veem nele a face mais radical da esquerda.

Blindagem
Glauber alega que não se preocupa com a repercussão do episódio, por estar convicto de suas posições. Ele acusa Moro de usar seu poder como ministro para interferir em investigações que envolvem a família Bolsonaro e milícias. “É uma situação esdrúxula. É ele quem comanda o aparato das investigações, a Polícia Federal. É um mentiroso”, atacou. “Eu não tenho outra coisa a dizer, a não ser chamar um ministro da Justiça que blinda a família Bolsonaro quanto a esses temas [envolvimento com as milícias] de capanga da milícia”, disse, na quarta, o deputado ao iniciar a confusão.

(...)

__
Glauber desafia Moro a abrir sigilo após chamá-lo de "capanga da milícia" Glauber desafia Moro a abrir sigilo após chamá-lo de "capanga da milícia" Reviewed by DMM on sábado, fevereiro 15, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário


SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.

O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não há necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD