Vasos sanitários sem divisórias do Mercado Central repercutem em Macapá

Instalados no mesmo ambiente, usuários tem que 'compartilhar' uso. Prefeitura diz que estruturas devem ser instaladas em até duas semanas.

Reproduçção - G1-Ap
Após a reinauguração do Mercado Central, um dos pontos turísticos mais tradicionais de Macapá, uma “polêmica” repercutiu nas redes sociais e fora delas: os banheiros de um dos pisos do local, tanto masculino quanto, feminino, foram entregues com vasos sem divisórias, ou seja, em caso de mais de uma pessoa, o uso dos sanitários será de forma "compartilhada".

Ao todo, o banheiro masculino possui dois vasos, além de mictórios, enquanto o feminino tem três. A prefeitura da capital justificou que apenas a 1ª etapa da obra foi entregue na quinta-feira (16). A implantação das divisórias está prevista na 2ª fase em até duas semanas.

Ainda segundo a prefeitura, para as futuras etapas, está prevista a entrega de um projeto para melhorar da estrutura do entorno.

A nova estrutura conta com 63 boxes, três vezes mais que antigamente, elevador para acessibilidade, calçamento e jardim com chafariz.
Fachada do Mercado Central reinaugurado em Macapá — Foto: Caio Coutinho/G1
Fachada do Mercado Central reinaugurado em Macapá — Foto: Caio Coutinho/G1


Cominformações do G1/Ap

+++
Vasos sanitários sem divisórias do Mercado Central repercutem em Macapá Vasos sanitários sem divisórias do Mercado Central repercutem em Macapá Reviewed by DMM on sexta-feira, janeiro 17, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário


SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.

O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não há necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD