Moro blindou corrupção de futuro ministro de Bolsonaro, durante eleição de 2018

A reportagem de hoje, da Folha, sobre a maneira como a Lava Jato poupou de denúncia o atual Ministro da Economia Paulo Guedes, é significativa da corrupção que tomou conta da operação.

RIO DE JANEIRO, RJ, 01.11.2018 - O juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, e o guru econômico do pesselista, Paulo Guedes, aparecem em portaria do condomínio onde mora Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, após reunião com o presidente eleito, em que o juiz aceitou o convite para o Ministério da Justiça. (Foto: Ian Cheibub/Folhapress)
Luiz NASSIF, no GGN - Dia desses, conversava com um alto membro do Judiciário que havia participado de um seminário na Universidade de Lisboa tempos atrás. Chegando lá, surpreendeu-se com a retórica dos velhos juristas portugueses, que eram taxativos: Sérgio Moro é corrupto. Isso porque é a maneira como o mundo civilizado se refere a um juiz que interfere em resultado eleitoral e, em seguida, é convidado para Ministro da parte vencedora.

A cada dia que passa, vão ficando mais delineados os contornos dessa corrupção.

A reportagem de hoje, da Folha, sobre a maneira como a Lava Jato poupou de denúncia o atual Ministro da Economia Paulo Guedes, é significativa da corrupção que tomou conta da operação.

Segundo a reportagem,

Hélio Ogama, ex-presidente da Econorte, firmou acordo de delação premiada e declarou em julho do ano passado que a prestação de serviços da Power Marketing à Tibagi era fictícia.

O próprio Nasser afirmou, em depoimento prestado durante buscas da Polícia Federal em sua casa, que sua empresa não funcionava e que recursos nela aportados foram usados em campanhas políticas.

Mas o depoimento foi anulado por Moro em junho de 2018, acolhendo pedido da defesa do assessor.

O então juiz declarou o interrogatório ilícito, pois o MPF não advertiu Nasser, que era advogado, de que tinha o direito de permanecer em silêncio.
__
Moro blindou corrupção de futuro ministro de Bolsonaro, durante eleição de 2018 Moro blindou corrupção de futuro ministro de Bolsonaro, durante eleição de 2018 Reviewed by DMM on terça-feira, agosto 20, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário


SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.

O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não há necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD