Header AD

Contra retrocessos do governo Bolsonaro, mulheres voltam às ruas

As mulheres voltam às ruas nesta sexta-feira (8) em ao menos 22 cidades brasileiras para celebrar o Dia Internacional da Mulher; depois das manifestações do #Elenão que reverberaram por todo mundo contra o discurso do ódio e o sexismo representados pela candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), a edição deste ano alerta para os retrocessos na reforma da previdência e do aumento do feminicídio e da militarização. Em Macapá, a concentração será na Praça Veiga Cabral, a partir das 15h e seguirá para a praça Floriano Peixoto e terá apresentações de artistas locais.


Da Rede Brasil Atual - As mulheres voltam às ruas nesta sexta-feira (8) em ao menos 22 cidades brasileiras para celebrar o Dia Internacional da Mulher. Depois das manifestações do #Elenão que reverberaram por todo mundo contra o discurso do ódio e o sexismo representados pela candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), a edição deste ano alerta para as ameaças de retrocessos com o atual governo.

A proposta de "reforma" da Previdência, o aumento da militarização, a criminalização dos movimentos sociais, a política de "entreguismo" dos recursos naturais que afeta a soberania nacional são alguns dos pontos pautados por movimentos e pela Marcha Mundial das Mulheres. As manifestações também vão protestar contra o machismo, a violência de gênero, a desigualdade, o racismo e o preconceito contra pessoas LGBTs.

O assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol-RJ), caso ainda sem solução quase um ano após o crime, será destaque na marcha que acontece em Fortaleza, sob a bandeira "Somos todas Marielles".

Na cidade de São Paulo, a partir das 16h, no Masp, e em Campinas, às 16h, no Largo do Rosário, os atos têm como lema "Mulheres contra Bolsonaro! Vivas por Marielle, em Defesa da Previdência, por Democracia e Direitos". A mesma bandeira de luta ganha espaço também nas cidades de Natal, Mossoró e Parelhas, no Rio Grande do Norte.

Em Salvador, Curitiba, Juiz de Fora (MG) e em Brasília, o destaque é a luta por vida, liberdade, justiça e direitos. O movimento em defesa do aborto legal e seguro e por uma educação não sexista e libertadora ganha voz na marcha em Porto Alegre (RS).

O recente crime da Vale em Brumadinho (MG) é alvo no protesto de Belo Horizonte, que destaca "O lucro não Vale a vida" chamando a atenção para o passivo ambiental deixado no estado pela ganância das mineradoras. Na Paraíba e em Pernambuco, as mulheres reforçam a luta contra o avanço dos interesses conservadores e neoliberais com o mote "Democracia, Reforma da Previdência e perda de direitos".

[...]

Confira abaixo os locais da marcha

São Paulo

São Paulo

Local: Masp, na Avenida Paulista

Horário: 16h

Campinas

Local: Largo do Rosário

Horário: 16h30

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Local: Candelária, no centro

Horário: 17h

Rio Grande do Norte

Mossoró

Local: INSS, no Bairro Aeroporto, com percurso até o centro da cidade

Horário: 8h

Natal

Local: INSS, na Rua Apodi, com caminhada até a Praça dos 3 Poderes

Horário: 15h

Parelhas

Local: Cooperativa

Horário: 7h

Alagoas

Maceió

Local: Praça Deodoro

Horário: 9h

Pernambuco

Recife

Local: Praça do Derby

Horário: 14h

Garanhuns

Data: 9 de março

Local: Largo do Colunata

Horário: 9h

Caruaru

Data: 14 de março

Local: em frente ao INSS

Horário: 8h

Rio Grande do Sul

Porto Alegre

Local: Esquina democrática e Feira de Economia Solidária, o dia inteiro no Largo Glicênio Peres

Horário: 18h

Livramento

Local: Marcha Binacional, na Praça General Osório

Horário: 8h30
+ mateada, oficinas e atividades culturais das 10h às 17h30 no Parque Internacional

Rio Grande

Local: Coreto da Praça Tamandaré

Horário: 16h

Santa Maria

Local: na Praça Saldanha Marinho

Horário: 16h intervenções culturais e ato às 18h

São Leopoldo

Local: Câmara de Vereadores, na Rua Independência, 66

Horário: 16h

Caxias do Sul

Local: INSS, às 9h30, e caminhada até a Praça Dante, às 10h30, com atos durante a tarde

Minas Gerais

Belo Horizonte

Local: Praça Raul Soares

Horário: 17h

Juiz de Fora

Local: Parque Halfeld

Horário: 18h

Simonesia

Local: Praça Getúlio Vargas, no centro

Horário: 16h

Ceará

Fortaleza

Local: Praça da Justiça, Murilo Borges

Horário: 16h

Paraíba

Patos

Local: Concha Acústica

Horário: 7h30

Pará

Belém

Local: Mercado de São Brás

Horário: 8h30

Macapá

Local: Concentração na Praça Veiga Cabral

Horário: 15h

Com informações da Marcha Mundial das Mulheres
Contra retrocessos do governo Bolsonaro, mulheres voltam às ruas Contra retrocessos do governo Bolsonaro, mulheres voltam às ruas Reviewed by DMM on sexta-feira, março 08, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário


SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.

O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não há necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD