Header AD

Davi permanece vice-líder, enquanto Jucá, com reeleição ameaçada, deixa liderança do governo Temer.

O senador Romero Jucá (MDB-RR) abandona liderança do governo do presidente Michel Temer (MDB) no Senado da República, enquanto o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) permanece como vice-líder do governo emedebista. Anúncio ocorreu no Twitter, nesta segunda-feira (27).

Atualizado em 27/08/2018, às 22h41 min.

Em carta enviada ao presidente Temer, o senador Romero Jucá, do MDB-RR, alega que “discorda” da forma pela qual o governo lida com o problema dos venezuelanos em Roraima,  no entanto, trata-se de um pretexto conveniente, pois segundo analistas da blogosfera a reeleição do senador na corrida pelo Senado em Roraima corre sério risco. Situação o forçou a se “descolar” de Temer – a bola de ferro encrustada nos pés dos políticos que votaram pelo impeachment da presidenta honesta, Dilma Rousseff (PT-MG).

O governo de Michel Temer se tornou um incômodo para os que precisam de votos nesta eleição. Depois das reformas draconianas que atingiram em cheio os trabalhadores, políticos que apoiaram o impeachment sem crime de responsabilidade se veem num dilema: ou pulam fora do barco de Temer ou serão fragosamente derrotados.

Aparentemente Jucá – pego em gravação articulando o golpe “com o Supremo, com tudo” – sente ameaça de perder eleição. Na última pesquisa Ibope, divulgada no dia 17 de agosto ele aparece com apenas 25% das intenções de votos, na terceira colocação, atrás de Angela Portela (PDT-RR), com 30%; e Mecias de Jesus (PRB-RR), com 26%. Na cola de Jucá, ainda surgem Chico Rodrigues (DEM-RR) e Luciano Castro (PR-RR), ambos próximos a ele, com 21%.

Como o senador Jucá, Davi Alcolumbre (DEM-AP) também aparenta dificuldades para decolar no pleito ao governo do Amapá. O vice-líder de Temer no Senado da República aparece em terceiro lugar com apenas 20% no índice de intenção de voto em levantamento realizado pelo Ibope e publicada também no dia 17 de agosto. Davi fica atrás do pedetista Waldez Góes, com 26% e do socialista João Capiberibe, que tem 33%.

Jucá tenta se reeleger pela quarta vez ao mandato de senador da República por Roraima. Ele usou sua conta no Twitter, na tarde desta segunda-feira (27), para anunciar que não é mais líder do governo Temer no Senado.

Candidatos progressistas que condenaram afastamento de Dilma e denunciam a perseguição do judiciário contra o ex-presidente Lula lideram corrida para o Senado em várias capitais, principalmente em todos os estados do Nordeste. No Amapá, Capiberibe lidera em todas as pesquisas ao governo e Ranodolfe Rodrigues e Janete Capiberibe despontam liderando para o Senado.
___

Davi permanece vice-líder, enquanto Jucá, com reeleição ameaçada, deixa liderança do governo Temer. Davi permanece vice-líder, enquanto Jucá, com reeleição ameaçada, deixa liderança do governo Temer. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, agosto 27, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário


SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.

O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não há necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD