Header AD

Esquerda no Amapá está perdida, diz sociólogo.

Job Miranda diz que esquerda no Amapá está sem rumo. “Vejo as esquerdas perdidas...”. Miranda sugere que êxito para concidadãos nas eleições deste ano passa evidentemente pela união do campo progressista e emenda: “Pra ganhar as eleições, seria: [João] CAPI, governador; vice, IVANCI [Magno] e; senador, MARCIVÂNIA [Flexa)”.

Foto: Alan Azevedo / Greenpeace
O sociólogo Job Miranda transmite que esquerda no Amapá obterá sucesso no próximo pleito se caminhar unida. Aventa possibilidade de aliança entre PSB/PT/PCdoB é o caminho para vencer: “Resolvi falar! Vejo as esquerdas perdidas... Pra ganhar as eleições, seria: CAPI [PSB], (candidato a) governador; (candidato a) vice, IVANCI [PT] e; (candidato a) senador, MARCIVÂNIA [PCdoB]”, escreveu no Facebook.

Por que as “esquerdas perdidas” no Amapá? Talvez, pois, diversas tendências têm as mesmas dificuldades da do plano nacional, principalmente depois do impeachment parlamentar que derrubou a presidenta honesta Dilma Rousseff, em 2016, embora vencido a guerra pela narrativa dos últimos três anos junto à opinião pública – de que foi golpe –, contudo, é incapaz de formatar frente ampla que consolide e afirme discurso de retomada de um plano nacional de desenvolvimento.

O cenário político no AP parece pior: parcela do campo progressista está sendo capturado pela direita tucuju, visto que parte do PT e quadros do PCdoB flertam com aliança articulada pelo governador pedetista, Waldez Góes.
___

Esquerda no Amapá está perdida, diz sociólogo. Esquerda no Amapá está perdida, diz sociólogo. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on domingo, julho 08, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário


SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.

O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não há necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD