Header AD

PF investiga grupo que atuava no mercado financeiro do Amapá.

A Polícia Federal deflagrou “Operação Colinas de Rocha” nos estados do Amapá, Pará, Tocantins e Santa catarina. Dois amapaenses foram presos na manhã desta quarta-feira (11), suspeitos de envolvimento com a fraude num contrato de investimento do fundo previdenciário dos servidores públicos do município de Santana/AP.


Belém/PA – A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (11/4) a operação Colinas de Rocha, que tem por objetivo finalizar investigação envolvendo grupo empresarial criminoso presente nos Estados do Pará, Amapá, Tocantins e Santa Catarina.

Ele atuava irregularmente no mercado financeiro, captando recursos de Institutos de Previdência de servidores municipais para aplicação no Sistema Financeiro Nacional. Esta é a 2º fase da Operação Olho de Tandera, deflagrada em setembro de 2017.

Policiais federais dão cumprimento a 10 mandados de prisão preventiva e 17 mandados de busca e apreensão, nos Estados do Pará, Amapá, Tocantins e Santa Catarina.

Esta fase tem o intuito de encerrar as investigações sobre a gestão fraudulenta do Fundo de Previdência de Oeiras do Pará, onde se descobriu a má administração de mais de R$ 14 milhões, quantia equivalente a mais da metade dos recursos do instituto de previdência do município, com o indiciamento do ex-gestor do Fundo e do ex-prefeito municipal.

No decorrer da investigação identificou-se a existência de indícios de corrupção passiva e lavagem de dinheiro praticado pelos investigados.

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará
PF investiga grupo que atuava no mercado financeiro do Amapá. PF investiga grupo que atuava no mercado financeiro do Amapá. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, abril 11, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


Post AD