Header AD

Pré-Candidatura de Capi ao governo traz o “NOVO” ao centro do debate eleitoral — Por Ana Maria Marat.

A pré-candidatura de João Alberto Capiberibe ao governo do Amapá pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) traz ao centro do debate pré-eleitoral os paradigmas entre o “velho” político, com ideias inovadoras, contra o “novo” político com velhas práticas de fazer política, avalia a socióloga, Ana maria Marat; Para ela, "o modus moderno e renovador do senador socialista reinventar a política o faz ser considerado por parte do establishment político local, em certa medida, como um “outsider”, visto que não é reconhecido como parte integrante do sistema. A docente percebe que "as investidas e sistemáticas tentativas de forças contrárias em isolá-lo nos processos eleitorais, há anos, corrobora para justificar este argumento”.


Pré-Candidatura de Capi ao governo traz o “NOVO” ao centro do debate pré-eleitoral — Por Ana Maria Marat.

A participação do senador João Alberto Capiberibe no pleito deste ano pode ser resumida ou contextualizada na seguinte premissa: os paradigmas entre o “velho” político, com ideias inovadoras, contra o “novo” político, com velhas práticas de fazer política.

A despeito de ser “político tradicional” Capi carrega no DNA a inovação, a reinvenção no modus de fazer política. Sua luta para não cair sobre o manto da omissão ou do atraso faz o político ser caracterizado não pelas primaveras que carrega nas costas, mas pelo que consegue aprovar (o “novo”) no Congresso nacional.

De fato, embora o pré-candidato de mais idade entre os possíveis concorrentes na eleição a majoritária que se aproxima, conseguiu aprovar projetos importantes de inovação na política. Entre os principais ou em vias de aprovação, está o Projeto cujo teor se tornou lei federal, a Lei da Transparência, e a novidade na gestão política, o Gestão Compartilhada, ambos de fundamental importância, sobretudo por não prescindir do combate à corrupção.

No discurso de anúncio de pré-candidatura ao governo, afirmou que irá precisar da juventude como aliada às novas ideias de seu novo mandato no executivo estadual.

Associou à candidatura popular a modernidade”. “A candidatura que vem do seio do povo não pode ser uma candidatura qualquer, tem que ser uma candidatura inovadora, moderna, que possa atrair para uma grande campanha todos aqueles que desejam um Amapá de prosperidade e generoso para todos seus filhos” falou.

“Essa nossa candidatura, ela se fundamenta na nova política. Está na hora de virar página dessa velha política do que é dando que se recebe, do clientelismo, do paternalismo, dos favores. Nós vamos iniciar um novo marco na política deste estado que vai servir de exemplo para todo o pais”, disse.

O senador João Alberto Capiberibe é o autor do Projeto que institui o mecanismo de gestão compartilhada para acompanhamento orçamentário, financeiro e físico da execução de obras, prestação de serviços e compras de materiais e equipamentos pelo poder público, através das redes sociais e aplicativos como por exemplo, o WhatsApp.

“O que nós vamos produzir nesta campanha é a nova política, aquela que aproxima o cidadão comum do poder público. Essa é a nova política. E como vamos fazer essa nova política? Com a tecnologia digital, nós vamos nos apropriar da tecnologia para fazer essa ponte entre o cidadão e o poder público” discursou.

Para atingir este objetivo, o senador que mais inova na política conta com as ferramentas de comunicação moderna, a fim de viabilizar o controle por grupos de cidadãos organizados em aplicativos agregadores disponíveis na internet ou na rede coberta pela telefonia celular.

“A crise na representação política, as pessoas não se veem mais representadas e a representação política mergulhou numa profunda crise, que é a crise do descredito do cidadão provocada exatamente por essa representação política, portanto, a gente precisa reconstruir a confiança perdida e aí eu não posso pedir a vocês que continue acreditando nos políticos, o que eu posso pedir a minha militância que levam isso como mensagem ao cidadão, que as pessoas possam acreditar nelas. A nova política permite, sim, que o povo pode acreditar em si”.

João Capiberibe aponta o caminho à militância para o retorno desta confiança ao povo que o segue. “Como é que vamos operar a nova política com essa nova tecnologia? Organizando o povo em grupos de aplicativos, todos tem um grupo de WhatsApp (..) já temos experiência; a nova política junta tecnologia digital à gestão compartilhada para participação cidadã dentro do estado (...) nos últimos dois anos termos exemplos concretos como se faz a nova política, através dos grupos de WhatsApp. Essa nova tecnologia veio para ampliar a democracia, através da Gestão Compartilhada”.

Capiberibe cita os exemplos de execuções de obras que foram construídas pela Gestão Compartilhada, através do acompanhamento via aplicativo em redes sociais, cita as obras de pavimentação em bloquetes dos bairros Morada das Palmeiras e Conjunto da Embrapa.

Abre-se parêntese que destoa o novo político do velho. O modus moderno e renovador do senador socialista reinventar a política o faz ser considerado por parte do establishment político local, em certa medida, como um “outsider”, visto que não é reconhecido como parte integrante do sistema. As investidas e sistemáticas tentativas de forças contrárias em isolá-lo nos processos eleitorais, há anos, corrobora para justificar este argumento. Fecha-se parêntese.

Após a sua fala, como pré-candidato ao governo do Amapá, o “velho” socialista deu a impressão de murmurar sobre o saudoso Artur da Távola, entreouvidos, com um de seus antigos companheiros : “O novo não é o contrário do velho. O novo é o oposto das prisões que nos impomos.”

____

Pré-Candidatura de Capi ao governo traz o “NOVO” ao centro do debate eleitoral — Por Ana Maria Marat. Pré-Candidatura de Capi ao governo traz o “NOVO” ao centro do debate eleitoral — Por Ana Maria Marat. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, março 24, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário


SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


Post AD