Header AD

DA: Venda de mina no Amapá pode render R$ 190 milhões a Luma de Oliveira.

A atriz Luma de Oliveira entrou na Justiça com uma ação contra seu ex-marido, o empresário Eike Batista Luma quer receber R$ 380 milhões no pedido de revisão do divórcio, que aconteceu em 2004. De acordo com informações reveladas pela revista Veja, Luma teria descoberto que Eike não declarou todas as suas posses durante as negociações, evitando que ela recebesse toda sua parte na separação. O empresário (que já foi o homem mais rico do Brasil e um dos mais ricos do mundo) teria escondido ser dono de uma mina de ouro.


No DA --- A mina de ouro localizada no município de Pedra Branca do Amaparí, que faz parte dos ativos da MMX, foram vendidos pelo empresário Eike Batista à Anglo American, cujas negociações tiveram consequências desastrosas para o estado nas áreas econômica, social e ambiental, podem render R$ 190 milhões à atriz Luma de Oliveira.

Ex-mulher do empresário, Luma acusa Eike de ocultação de bens e entrou na justiça com uma ação de sobrepartilha de bens sonegados para que o acordo de divórcio feito em 2004 seja revisto. Na época coube à atriz na partilha de bens o total de R$ R$ 32 milhões, mas diante da descoberta da ocultação da mina, ela agora está pedindo o valor de R$ 190 milhões. De acordo com a ação, que tramita na 12ª Vara de Família do Rio de Janeiro (processo nº 0297807-38.2017.8.19.001), a mina vale R$ 378 milhões.

Os advogados de Luma afirmam na ação que ela só tomou conhecimento da ocultação da mina no acordo do divórcio em 2008, depois que foi intimada pela secretaria de estado da Fazenda do Rio de Janeiro para se explicar por “excesso de meação”. Ainda de acordo com os advogados, desde então, ela vem tentando negociar com o ex-marido, mas não obteve êxito e não lhe restou alternativa senão entrar na Justiça, já que o prazo de prescrição, de acordo com a legislação brasileira é de dez anos, e passa a contar a partir da data em que a pessoa toma conhecimento da sonegação. Nesse caso específico o prazo final é 2018.

[...]
___
DA: Venda de mina no Amapá pode render R$ 190 milhões a Luma de Oliveira. DA: Venda de mina no Amapá pode render R$ 190 milhões a Luma de Oliveira. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, março 12, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário


SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.

O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não há necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD