Header AD

Camilo justifica acusação de ter “aumentado o gasto com a folha” durante seu governo.

O ex-governador Camilo Camilo, do PSB, mostra justificativas para acusação do governo de Waldez Góes, do PDT, de ter “aumentado o gasto com a folha” de pagamento do Estado durante seu governo, no quadriênio de 2011 a 2014. "De fato, concedi 24% de reajuste linear a todos os funcionários do Estado e concedi a grupos específicos um aumento ainda maior (professores 27%%; carreiras militares 36%; Polícia civil 36%; grupo gestão, nível médio e fundamental, 36%, entre outros), além de efetivar novos servidores como Policiais militares..", afirma Camilo. O socialista usou o Facebook para contrapor argumentos dos secretários do governador pedetista, em coletiva de imprensa realizada na última terça-feira (27), que anunciou 2,8% de reajuste linear aos servidores em 4 anos. O funcionalismo público estadual não tem aumento salarial deste inicio de 2014, ainda na gestão de Camilo Capiberibe.


Camilo Capiberibe, no perfil do Facebook:

Boa tarde amigos

Quero me solidarizar com os servidores públicos amapaenses que tem sofrido, nesses últimos três anos um processo de desvalorização de suas carreiras, de achatamento dos seus salários e consequentemente de perdas em seu poder de compra frente à inflação com todos os efeitos nocivos que essa política vem trazendo para a nossa população.

Com essa de 2018 são 4 datas-base do governo atual e se fecha um ciclo de política salarial aos servidores públicos estaduais. Importante notar que as perdas acumuladas são superiores a 26% e o governador Waldez depois de três anos sem conceder o reajuste da data-base ofereceu apenas 2,8% deixando para as gestões futuras o papel de arcar com as perdas de 23,2%.

O que talvez não saibam os servidores públicos é que permitir a defasagem do poder de compra do funcionalismo é atingir muito além dos 30 mil trabalhadores do Estado, é provocar também demissões no comércio local e quebrar milhares de empreendimentos no nosso Estado. É condenar ao sofrimento o trabalhador da construção Cívil e da iniciativa privada em geral.

Na coletiva de imprensa fui criticado pela equipe do atual governo por ter “aumentado o gasto com a folha” durante a minha gestão. De fato, concedi 24% de reajuste linear a todos os funcionários do Estado e concedi a grupos específicos um aumento ainda maior (professores 27%%; carreiras militares 36%; Polícia civil 36%; grupo gestão, nível médio e fundamental, 36%, entre outros), além de efetivar novos servidores como Policiais militares (969 novos profissionais) entre soldados e oficiais), 471 Bombeiros, 548 novos agentes prisionais, 1660 professores e mais de 2000 trabalhadores para a saúde e muitos outros nos setores do desenvolvimento econômico, de infra-estrutura e auditores e fiscais da receita.

Isso significa que houve sim um aumento da folha durante a minha gestão mas foi por reajustes concedidos e novos servidores efetivados e não por inchaço de véspera de eleição. E para finalizar, sempre respeitei os limites estipuladora na lei de responsabilidade fiscal. Obrigado e feliz Páscoa a todos e todas.

____
Camilo justifica acusação de ter “aumentado o gasto com a folha” durante seu governo. Camilo justifica acusação de ter “aumentado o gasto com a folha” durante seu governo. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, março 31, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


Post AD