Header AD

Nafes: ‘Oposições não se entendem, e frente progressista é cada vez mais improvável’.

O jornalista Seles Nafes escreve sobre dificuldades enfrentas pelo campo progressista em formatar aliança para fazer frente ao grupo político comandado pelo governador Waldez Góes, visando eleições de outubro deste ano. “Os grupos que hoje fazem oposição ao governo Waldez (PDT) teriam sérias dificuldades para formar uma coalizão. O PSB e a associação REDE e DEM ainda não conseguiram chegar a um consenso, e talvez nem cheguem”, avalia.

Reprodução: Facebook.
Em artigo publicado no SelesNafes.Com, o jornalista analisa o quadro político amapaense para pleito que se avizinha, daqui há exatos nove meses e cinco dias, no dia 02 de outubro de 2018.

Para Seles Nafes, são remotas chances de o campo progressista conseguir êxito na construção de amplo arco de aliança que junte forte palanque com os senadores Davi Alcolumbre, do DEM, João Capiberibe, do PSB, e Randolfe Rodrigues, da REDE.

Nafes considera aliança entre DEM/REDE única capaz de fazer frente ao grupo político liderado pelo governador Waldez Góes (PDT).

Analise do jornalista ocorre depois de pouco mais de uma semana da publicação de uma pesquisa pelo INPSOM (Instituto de Pesquisa Sociais e de Opinião e Mercado) em que revela dados surpreendentes sobre a corrida para o Senado e para governo do Amapá.

Leia, abaixo, um trecho do artigo publicado no SelesNafes.com:
Se outubro fosse na semana que vem, os grupos que hoje fazem oposição ao governo Waldez (PDT) teriam sérias dificuldades para formar uma coalizão. O PSB e a associação REDE e DEM ainda não conseguiram chegar a um consenso, e talvez nem cheguem. A aliança ainda não foi descartada, mas ela é bem improvável.

Já são meses de um diálogo que começou em meados do ano passado. As mesas envolveram os principais assessores, mas também ocorreram entre os principais interessados: os senadores Davi (DEM), Capiberibe (PSB) e Randolfe (REDE), e o ex-governador Camilo (PSB).

[...]

Nas últimas três eleições (2016, 2014 e 2010), o grupo REDE/DEM só cresceu. Em 2016, elegeu 10 prefeitos e mais de 80 vereadores, numa enorme demonstração de capacidade que consolidou de vez a nova força política do Amapá, se colocando como a única que pode fazer frente ao grupo que hoje governa o Estado, liderada por Waldez Góes.

[...]
___
Nafes: ‘Oposições não se entendem, e frente progressista é cada vez mais improvável’. Nafes: ‘Oposições não se entendem, e frente progressista é cada vez mais improvável’. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on domingo, janeiro 07, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD