Header AD

Pesquisa INPSOM: quem obter maior arco de aliança pode vencer eleição no AP em 2018.

Números da última pesquisa de opinião para o governo do Amapá divulgados pelo sítio ‘Pensa Amapá’, sinaliza que o candidato que obter maior arco de alianças no pleito de 2018 deve vencer sob única condição: se e somente se as vísceras podres do sistema político revelado pela operação Lava Jato não interferir na consciência do eleitor amapaense.

Do Editor.


Os dados da pesquisa INPSOM (Instituto de Pesquisa Sociais e de Opinião e Mercado) sobre intenção de voto para eleições gerais de 2018 revelam curiosidade a pouco mais de dez meses do pleito: sem a pressão do poder estabelecido e de alianças políticas, o nome que venceria os outros candidatos é do senador e ex-governador, João Capiberibe (PSB-AP).

Esses números, entretanto, devem se alterar consideravelmente no calor da campanha eleitoral, embora o candidato que desponta neste momento, do senador João Capiberibe (PSB-AP), com cerca de 12 pp à frente do segundo colocado, Waldez Góes (PDT-AP).

Em tempo, na eleição para prefeito da capital Macapá nas eleições de 2008, o candidato Camilo Capiberibe (PSB-AP) entrou naquele segundo turno com cerca de 17 pp à frente do opositor, Roberto Góes (PDT-AP), porém, terminou derrotado, em segundo lugar. O retrospecto aponta mudança no decorrer da eleição, quando de fato estarão postas em campo generais e soldados políticos atrás de voto para o candidato de cada grupo político.

Se as revelações da Lava Jato sobre os bastidores corruptos das campanhas eleitorais, com investigações e prisões de empresários e políticos acusados de corrupção e lavagem de dinheiro não abrir o olho do eleitor para os nomes postos, esse processo deve se repetir seguindo o mesmo modus operandi dos pleitos anteriores - ou seja - o concorrente que tiver maior amplitude de lideranças a seu lado, deve vencer.

Há quem considere, portanto, positivo os impactos da Lava Jato para a consciência do eleitor na hora de votar; todavia, há também os céticos que emitem a opinião de que somente a Operação não é necessariamente bastante para conscientizar eleitorado. Diante destes extremos é que cada candidato pode se apegar do lado e seguir na esperança de vencer.

Vejam os números.

INTENÇÃO DE VOTOS QUANTO À ELEIÇÃO PARA GOVERNADOR DO AMAPÁ:

CENÁRIO 1

Capiberibe  …………..   27,5%
Waldez Góes   ………..   15,5
Davi  …………………..      13,5
Jaime Nunes ………….    7,0
Genival. …………………  6,5
Branco/Nulo…………..   15,5
Indeciso/Não opinou..  14,5
Total 100%

CENÁRIO 2

Randolfe………………..   40,0%
Waldez Góes ………….   14,0
Davi………………………   12,0
Genival………………….    7,0
Branco/Nulo…………..   14,0
Indeciso/Não opinou..  13,0
Total 100%

Rejeição a candidatos a governador

Waldez Góes…………..   58,5%
Capiberibe……………..   34,0
Davi………………………   14,0
Genival………………….   13,5
Jaime Nunes…………..   13,0
Randolfe………………..    8,0

Total 141,0% – Ps: muitos eleitores rejeitam  mais de um candidato ao mesmo tempo, por esse fator o somatório das rejeições ultrapassam    100%

INTENÇÃO DE VOTOS QUANTO À ELEIÇÃO PARA SENADOR:

Randolfe………………..   61,0%
Capiberibe………………  33,0
Lucas Barreto…………..  25,5
Jorge Amanajás………..  21,0
Promotor Moises……..  11,5
Fábio Renato……………   5,5
Wagner Gomes………..    4,0
Doca do SINDSEP………   3,5
Branco/Nulo……………. 15,0
 Indeciso/Não opinou… 20,0

Total 200,0% – Ps: na eleição para senador o eleitor pode votar para dois candidatos ao senado, uma vez que 2/3 de vagas ao senado estão em disputa; nesta eleição cada estado da federação elegerá dois senadores, deste modo cada eleitor terá dois votos para senador.

A pesquisa foi realizada nos dias 29, 30/12/17; foram entrevistados 625 eleitores nos municípios de Macapá e Santana, a margem de erro amostral da sondagem é de  4 pontos percentuais (para mais ou para menos).
____

Pesquisa INPSOM: quem obter maior arco de aliança pode vencer eleição no AP em 2018. Pesquisa INPSOM: quem obter maior arco de aliança pode vencer eleição no AP em 2018. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on domingo, dezembro 31, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


Post AD