Header AD

Militante do PSOL exige rompimento com prefeito de Macapá e a REDE no Amapá.

De Belém do Pará, militante José Emílio Almeida, do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL-PA), prescreve que o PSOL-AP rompa imediatamente com o prefeito Clécio Luís e a REDE no Estado. Ele faz duras críticas ao secretário e deputado estadual Paulo Lemos (PSOL-AP) que quer "chegar ao protagonismo político” de qualquer forma. O PSOL-AP “envergonha” todos os militantes da legenda no Brasil, avalia.


Como militante do PSOL eu exijo que o partido rompa imediatamente com Clécio e a REDE em Macapá --- por José Emílio Almeida

A decisão do deputado estadual Paulo Lemos (PSOL-AP) de querer, a qualquer custo, "chegar ao protagonismo político”, está envergonhando a militância do PSOL no país inteiro. Mais que isso: está passando para a população a equivocada ideia de que o PSOL tem o poder como finalidade e que, para isso, o caminho são as alianças com os governantes, sejam eles quem forem.

A decisão de Paulo Lemos, que é também secretário geral do PSOL no Amapá, no entanto, revela falta de escrúpulos comparável às tomadas por políticos de partidos notadamente corruptos.
Em recente declaração a um jornal amapaense, Paulo Lemos disse que considera mera "demonstração de ciúmes" o reclame dos militantes que querem o rompimento do partido com o governo de Macapá.
Numa total incapacidade de dialogar com as forças internas do PSOL, que não apenas observam seus atos autoritários, mas que são diretamente afetadas pelas suas decisões inconsequentes, inadmissíveis em um partido que foi fundado para ser diferente, o deputado se mantem firme como principal articulador da aliança com o prefeito Clécio Luís, da REDE.

Hoje, Clécio está atacando os direitos do trabalhadores no serviço público municipal em Macapá, querendo, com o apoio dos vereadores, acabar com o direito ao Anuênio dos trabalhadores, extinguir o Nível superior, a Licença Prêmio, o Auxílio Natalidade, o Auxilio por acidentes de serviço, entre outros. Tal como faz Michel Temer, que já aprovou diversas retiradas de direitos dos trabalhadores, com a ajuda do Congresso mais corruto da história do Brasil.

A militância do PSOL no país inteiro está indignada. Para nós, até há pouco tempo, tal situação era impensável. Por isso, como um desses militantes eu exijo que o PSOL afaste imediatamente todas as pessoas envolvidas nesta aliança espúria com o prefeito de Macapá.

Porque se temos uma bancada federal exemplar em seus atos, não podemos permitir esse tipo de aliança.

Que o PSOL rompa imediatamente com Clécio e a REDE em Macapá

___
Militante do PSOL exige rompimento com prefeito de Macapá e a REDE no Amapá. Militante do PSOL exige rompimento com prefeito de Macapá e a REDE no Amapá. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on domingo, dezembro 31, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD