Header AD

Nogueira avalia cenário político e informa sobre agenda de Lula no Amapá.

O ex – prefeito de Santana e atual presidente do PT-AP, Antônio Nogueira, falou em entrevista ao jornal A Gazeta sobre situação política do partido no âmbito local e nacional. Sobre a gestão municipal em Santana disse que as promessas de Sadala eram "irrealizáveis".


O ex-prefeito falou sobre sua nova função na presidência do partido. Para ele, os ataques midiáticos de grande parte da imprensa à legenda, na ânsia de “tirar” o ex-presidente Lula da disputa das eleições de 2018 têm atingido em cheio o PT em todos os lugares, e isso requer muita disposição e trabalho para desfazer essa mácula que já prejudicou nas eleições passadas.

Para reconstruir a legenda no Amapá, informa, está  buscando resgatar petistas históricos que se afastaram do partido por não se sentirem representados ou por falta de oportunidade de contribuírem de alguma forma para o fortalecimento do PT.

Sobre administração de Sadala, em Santana, disse que o atual prefeito faz “gestão de ocasião”.

---‘Primeiro, toda gestão pública bem-intencionada deve planejar suas ações. Ainda não tive notícias que a gestão Sadala tenha minimamente planejado o governo, nem antes (transição), nem depois que assumiu. É uma gestão de ocasião, tocada conforme a conveniência, por isso sempre falo que está fadada ao fracasso’--- avaliou..

Nogueira disse que embora inexperiente na política, Ofirney Sadala passou a imagem para a sociedade santanense, como ex-juiz, que poderia ser um prefeito mais ético e realizador do que os outros que passaram. Segundo o petista, mesmo aqueles que não votaram nele tinham essas perspectiva, considerando que apenas 2 em cada 10 eleitores santanenses votaram nele, constituindo-se como o prefeito com a menor representatividade política da história de Santana.

---‘A falta de entendimento político levou o Sadala a cometer erros primários como promessas irrealizáveis colocar resolver o problema da água na comunidade do Ambrósio em 6 meses, nem que tirasse dinheiro do próprio salário; inchou a folha de pagamento com 1600 contratos administrativos em apenas 6 meses de governo, tendo 1200 concursados no Município; falando em pareceria com o GEA em asfaltamento quando somente o Estado pavimenta, sendo apelidado de prefeito carona; instituindo a taxa do lixo, num momento de crise financeira e o Estado bancando 7 milhões para esses serviços; o Portal da Transparência inativo, além de tantas outras “barrigadas”.’--- alfinetou.

 Waldez ou Davi?

Nogueira afirma peremptoriamente que com o DEM de Davi Alcolumbre o PT não conversa. “Eles são contra os trabalhadores”, diz. Pelo teor da entrevista, dificilmente o PT fará aliança com PDT de Waldez Gòes porque Ciro Gomes deve se lançar candidato à presidência da República e deve ser adversário dos petistas, pelo menos no primeiro tuno das eleições de 2018. O partido priorizará candidaturas proporcionais.

---‘Não nos preparamos para disputar as candidaturas majoritárias no Amapá. Nosso planejamento político, que ocorrerá até final deste ano, deverá priorizar o retorno de nossas cadeiras na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal. O Senado e uma vice-governadoria também não deverão ser descartadas’---.especula o ex-prefeito.

 Lula no Amapá

O petista informa que Lula apenas adiou a visita a RENCA (Reserva nacional do Cobre e Associados), por conta da revogação do Decreto presidencial que extinguia a Reserva. “(...) naquele momento, não teria mais sentido a vinda dele apenas para o Laranjal do Jari. Ele quer passar mais tempo no Estado do Amapá, já fazendo parte da Caravana pela Amazônia”.

---‘Deliberamos ontem, no Fórum do PT da Amazônia, em Santarém/PA, que a Caravana “A Amazônia que o povo quer”, acontecerá na segunda quinzena de novembro próximo. Percorrerá os estados de Mato Grosso, Tocantins, Amapá, Pará, Amazonas, Boa Vista, Rondônia e Acre’--- disse, sobre visita do ex-presidente Lula ao Amapá.

Por fim, Nogueira informa que na próxima segunda-feira, dia 02, o partido irá organizar a agenda de Lula no Amapá. Na futura programação, o ex-presidente deverá ir ao Laranjal do Jari, visitar a RENCA e, após, virá a Macapá.

Com informações do jornal A Gazeta.
____
Nogueira avalia cenário político e informa sobre agenda de Lula no Amapá. Nogueira avalia cenário político e informa sobre agenda de Lula no Amapá. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on domingo, outubro 01, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD