Header AD

Gestão pífia do prefeito de Santana gera críticas na população.

A gestão considerada medíocre do prefeito de Santana, Ofirney Sadala, gera descontentamento popular e provoca críticas virulentas da vereadora Helena Lima contra as péssimas condições das vias públicas.


Do Amapá em Dia — Às vésperas de completar dez meses à frente da Prefeitura de Santana, Ofirney Sadala (PHS) ainda não conseguiu transformar suas promessas em realidade. Por isso, os munícipes não têm muito o que comemorar. O segundo maior município do Amapá não passa por um bom momento. Tem várias obras paradas, ruas cheias de buracos, lixo e mato nos logradouros da cidade, sem falar nos problemas relacionados à saúde pública.

Desde que tomou posse, Sadala ainda não conseguiu alavancar sua gestão. De todas as promessas feitas em campanha, uma delas seria a imediata recuperação de boa parte da malha viária do município. Até agora, as ações têm se restringido a raspagem e operações tapa-buracos.
A limpeza da cidade também vem gerando reclamação da população. As reações são provenientes dos péssimos serviços realizados em alguns bairros. O lixo e entulhos ficam amontoados às margens das ruas, o que vem tirando o sossego dos moradores que temem o aparecimento de bichos peçonhentos e ratos.

Morador da avenida Princesa Isabel, no bairro Hospitalidade, Denis Bandeira reclama do serviço inacabado. Para ele, a demora na retirada dos entulhos está causando transtornos para quem mora, assim como para quem precisa trafegar pelo entrono do canal da Hospitalidade.

Para quem mora no final da avenida 15 de novembro, no bairro Fonte Nova, a situação é a mesma. Segundo a dona de casa Maria de Nazaré Ramos, que reside no local há quase dez anos, um buraco formado no meio da rua impede o acesso que tem que ser feito por outra via até a avenida Princesa Isabel. Com a instabilidade do tempo, o problema tende a piorar.

Crítica virulenta da gestão Ofirney Sadala, a vereadora Helena Lima (PRP) afirmou que o prefeito precisa corrigir os rumos da sua gestão e aprender com os erros cometidos no primeiro semestre de 2017, lembrando que existe um descontentamento de parte da população que ainda espera respostas sobre as promessas feitas durante a campanha eleitoral.

Referindo-se à Educação em Santana, a vereadora, que também é professora, foi taxativa: “a gestão Ofirney Sadala está longe de realmente acertar e ter um direcionamento”. E prossegue: “A gente vê que ainda tem muitas falhas, mas o que a gente observa, por ter acesso, está participando de reuniões e indo questionar e fiscalizar em busca das coisas que estão acontecendo, é que a equipe [de governo] tem todo interesse de acertar, mas, alguns entraves ainda impedem esses avanços.”

Enquanto isso, o drama segue na área da saúde. Quem precisa, tem que passar a noite em frente ao posto de saúde municipal. O autônomo Josiclei Chaves contou que já perdeu as contas de quantas vezes teve que passar a noite em frente a Unidade de Saúde Antônio Siriero, no bairro Nova Brasília, para conseguir consulta com o clinico geral e dentista. “Durante a gestão passada, o problema era pior”, relembra ele.

Entre os graves problemas encontrados em Santana, destaque para a má conservação das vias principais e secundárias. As ruas dos bairros distantes do centro da cidade, por exemplo, não recebem a atenção do poder publico municipal e estão todas esburacadas. Com disso, o sofrimento da população carente quadruplica.

[...]
___
Gestão pífia do prefeito de Santana gera críticas na população. Gestão pífia do prefeito de Santana gera críticas na população. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, setembro 18, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário




SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD