Header AD

Unifap identifica cerca de 500 acadêmicos irregulares.

A Universidade Federal do Amapá (Unifap) coleta dados de acadêmicos que perderam prazo para concluir graduação. Perda de vaga é provocada depois de dois anos sem matrícula ou rendimento do curso. A Instituição começou a fazer levantamento e vagas serão novamente ofertadas nos vestibulinhos.


Do G1-AP Em torno de 500 acadêmicos da Universidade Federal do Amapá (Unifap) matriculados desde a década de 1990 poderão entrar em processo de jubilamento e serem desligados das atividades acadêmicas ainda em 2017.

Entre os casos está o de uma estudante do curso de história que estava há 15 anos na Unifap e foi desligada em maio das atividades acadêmicas. Ela havia entrado na justiça pedindo que a instituição mantivesse a matrícula dela mesmo após fim do prazo legal para concluir a graduação.

“Antes não conseguíamos fazer esse processo com eficácia porque era feito de forma manual, em um sistema antigo. Agora, com a implantação do novo sistema, a gente já consegue saber com grau de confiabilidade maior que de fato o aluno já cumpriu os requisitos que estão no nosso estatuto sobre o jubilamento”, comentou a reitora Eliane Superti.

Na Unifap, o acadêmico pode ficar 4 semestres consecutivos ou 5 semestres intercalados sem matrícula ou rendimento, sem justificativa. Passou esse período, a universidade declara perda da vaga.

“Esses números são muito volumosos em função do histórico da universidade não ter conseguido fazer isso desde o início. Tinha aluno aqui desde a década de 1990. Agora estamos no segundo levantamento, já estamos em 500 candidatos a perda de vaga, porque descumprem o regimento da Unifap, aplicada a todos de maneira igualitária”, disse Eliane.

A maioria dos cerca de 500 acadêmicos identificados esse ano estavam matriculados nas licenciaturas e em polos no interior do estado, que foram suspensos e os acadêmicos não conseguiram acompanhar as aulas na capital.

[...]
___
Unifap identifica cerca de 500 acadêmicos irregulares. Unifap identifica cerca de 500 acadêmicos irregulares. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, junho 05, 2017 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD