Header AD

Delegado que investigava morte de Teori é assassinado.

Elias Escobar, 60 anos, e Adriano Antônio Soares, 47 anos, ambos delegados da Polícia Federal foram assassinados na madrugada desta quarta-feira, 31, em Florianópolis. Eles estavam em uma casa noturna quando houve um desentendimento e os tiros foram disparados. Adriano Antônio Soares era o responsável por investigar as circunstâncias da queda do avião que matou o ministro Teori Zavascki, então relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.

Foto: WhatsApp

Do Tijolaço.

Por Fernando Brito

Desde cedo chamava a atenção o assassinato de dois delegados da Polícia Federal do Rio de Janeiro num bar fora da região nobre de Florianópolis, esta madrugada, sem motivo aparente.

Agora, o jornal Zero Hora, que integra o grupo RBS, noticia que um deles, Adriano Antônio Soares era chefe da Polícia Federal de Angra dos Reis desde 2009. Em janeiro deste ano, ele assumiu a investigação do acidente que matou o ministro Teori Zavascki e mais quatro pessoas na queda de um avião  em Paraty (RJ). Quatro dias depois, o  juiz federal Raffalle Felice Pirro, da 1ª Vara Federal de Angra dos Reis colocou o inquérito em sigilo de Justiça.

Não sou de teorias da conspiração,  mas convenhamos que no Brasil de hoje o mais impensável a toda hora aparece.
___
Delegado que investigava morte de Teori é assassinado. Delegado que investigava morte de Teori é assassinado. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, maio 31, 2017 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD