Header AD

Senador diz que pagou “preço absurdo” por não participar de jogo político corrupto.

O senador João Capiberibe (PSB-AP) utilizou a rede social Twitter, nesta sexta-feira (14), para lamentar o “preço” que teria pago por não compactuar com sistema político corrupto, que veio à tona com lista do ministro Edson Fachin, relator da operação Lava jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Crédito: Agência Senado.
---‘Paguei um preço absurdo ao me negar a participar do sistema político ancorado no jogo do toma lá, dá cá, no jogo da corrupção insana. ’--- escreveu.

Em outra mensagem tweetou. "'Vou repetir, a corrupção no Brasil é sistêmica, uma associação histórica, entre a elite política e econômica que infelicita a vida do povo".

O senador amapaense faz parte de grupo de políticos contados nos dedos que não participaram da farra da corrupção proporcionado pelas empreiteiras, e que desmoraliza o sistema político vigente. Entre os atores políticos de relevância nacional, que não foram atingidos pelo tsunami da lista de Facchin, sobre desvios de recursos públicos que irrigaram campanhas eleitorais fraudulentas, encontra-se o nome do ex-ministro Ciro Gomes (PDT-Ce); Marina Silva (Rede-Ac), e Randolfe Rodrigues (Rede-Ap).

Um dos adversários históricos do senador no cenário político amapaense, o ex-presidente José Sarney, mostrou efetiva influência na república tupiniquim quando o STF mandou o juiz Sérgio Moro retirar o nome do maranhense das investigações da Lava Jato, em março último, mesmo sem ter mandato com foro privilegiado.

Fachin abriu 76 inquéritos contra políticos a partir do conteúdo da delação da Odebrecht que serão investigados no Supremo, 8 ministros, 29 senadores e 42 deputados federais, 3 governadores e um ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). Além de seis prefeitos de capitais que teriam utilizado expediente de “caixa-dois”, - recursos desviados de contratos com o Estado para decolar campanhas eleitorais.

Com abertura do sigilo das delações de outras empreiteiras, esse número de políticos envolvidos em corrupção pode crescer. Pois ainda não se sabe, de fato, o teor das delações da maioria dessas empresas, tais como Andrade Gutierrez, a OAS engenharia, a Camargo Corrêa, a Queiroz Galvão, a Galvão Engenharia, Construcap, Carioca Engenharia, entre outras.

Atualizado em 14-04-2017, às 15h41'.
__
Senador diz que pagou “preço absurdo” por não participar de jogo político corrupto. Senador diz que pagou “preço absurdo” por não participar de jogo político corrupto. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, abril 14, 2017 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD