Header AD

“Gestão Militar é golpe!”, afirma docente e militante dos movimentos sociais.

Autora de “Versos Vivos – uma história de sonho e de luta”, professora Lia Mara Tavares Borralho faz duras críticas à implantação do projeto das escolas militares do governo do Amapá.


Em publicação no Facebook, Borralho assegura que “é golpe!” projeto de educação militar copiado pelo governador Waldez Góes do governo de Goiás, do PSDB.

---‘Sintonizado ao golpe da direita fascista brasileira, o gea aprofunda ações em consonância ao projeto reterritorializador da grande burguesia desse país, que mantém em andamento sua política de golpe de estado’--- afirma.

Para Lia Borralho, o cenário é crítico e pode representar um retorno ao caos, ressuscitando toda a crueldade dos anos de chumbo e faz apelo à resistência. “É necessário resistir e impedir a proliferação desse modelo de gestão sem um debate que perpasse por aqueles que fazem a Educação Pública nesse Estado”.

‘Quanto mais discutimos e cremos na eficácia de uma educação libertadora, alicerçada no amor ao próximo e no reconhecimento das contradições emanadas do universo cultural dos sujeitos educativos, mais esse governo nos surpreende’--- escreveu.

Ela conclui que “Escola pública não é quartel!” e que a “educação se faz com profissionalismo, amor e liberdade, não com imposição!”.

********************

PS1. Política educacional amplamente utilizada como meio de propaganda nos regimes autoritários da extrema direita, nazista e fascista, tanto por Adolf Hitler quanto por Benito Mussolini na Alemanha e Itália na década de 30 do século passado, retorna junto com onda conservadora proporcionada pelo desgaste da classe política brasileira, aliada a setores da população carecidos de informação, que veem na proposta solução aos reais problemas da educação.

PS2. Iniciativa em apenas duas escolas deverá ser a vitrine do setor a ser utilizada como meio de propaganda pelo governador do Amapá, a fim de coletar votos na eleição do ano que vem, principalmente entre aqueles que acreditam fielmente na escola militar como solução final à problemática educacional, como se fosse possível uma educação de qualidade associada à subserviência incondicional ou implementá-la em toda a rede estadual.
___
“Gestão Militar é golpe!”, afirma docente e militante dos movimentos sociais. “Gestão Militar é golpe!”, afirma docente e militante dos movimentos sociais. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, março 16, 2017 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD