Header AD

Governador fala em avanços mesmo diante da crise, na abertura do ano legislativo.

De acordo com Waldez, Amapá passou pelos dois anos da crise com um desempenho acima da média nacional. As informações são do governo do Amapá.

Crédito: Marcelo Loureiro.
O governador Waldez Góes, avaliou o primeiro biênio do atual mandato à frente do Setentrião e fez uma projeção dos eixos governamentais de desenvolvimento para este ano. A análise foi feita durante a abertura das atividades da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (Aleap), em solenidade na tarde desta quinta-feira, 2.

Na mensagem, o governador enfatizou que houve muitos avanços em 2015 e 2016, mesmo com a crise econômica em desfavor. Ele destacou que o desempenho inferior da queda na arrecadação própria do Amapá, principalmente o ICMS, em relação às transferências federais montaram um cenário impróprio para o crescimento.

No entanto, de acordo com o governador, o Amapá passou pelos dois anos de aprofundamento da crise com um desempenho acima da média nacional. Para comprovar o avanço, ele citou dados do Centro de Liderança Pública (CLP), entidade nacional que auxilia governantes no aumento da eficiência na gestão.

O salto amapaense aconteceu, ressaltou Góes, graças à melhoria de indicadores de dois pilares: solidez fiscal, que levou o Amapá a subir 22 posições; e o potencial de mercado, que elevou o Estado em 14 posições. O Estado subiu ainda nos índices de capital humano, cinco posições, infraestrutura, com melhoria de 3 posições, e igualdade de renda, com onze posições acima. Para o governador, as políticas implementadas pelo governo desde 2015 resultaram no resultado.

A mesma política é adotada em relação aos Poderes constituídos. Foi desta forma, nas reuniões do Conselho Estadual de Gestão Fiscal, que reúne mensalmente os chefes dos Poderes para a discussão de assuntos do Estado, que foi possível solucionar problemas de relações institucionais, como, por exemplo, as dívidas dos Poderes em relação aos repasses do Imposto de Renda.

---‘A capacidade de dialogar, de buscar soluções negociadas, de inovar, além da coragem para tomar decisões que muitas vezes tem um custo político alto, mas que são indispensáveis, agindo de forma transparente e democrática com todos os segmentos da sociedade amapaense’--- analisou Góes.

Um dos fatores importantes destacado pelo governador na projeção para o desenvolvimento do estado, foi a abertura do orçamento 2017. Diferente dos anos anteriores, o governo liberou a execução orçamentária em janeiro, juntamente com o exercício 2017 do Executivo, o que vai evitar execuções fora do Siplag – que, geralmente, causava os restos a pagar e comprometia o orçamento do ano seguinte, ou ainda, resultava no calote aos fornecedores.

Góes também avisou que este ano dará especial atenção à estabilização da folha de pagamento do funcionalismo público.

---‘Esta será uma das nossas principais prioridades econômicas. Já temos R$ 60 milhões em caixa para composição de um fundo de estabilização da folha. Quando este montante estiver próximo de R$ 100 milhões, vamos poder garantir que o pagamento dos servidores estaduais volte à normalidade. Até lá, teremos que manter o escalonamento e o parcelamento’--- avisou.
___
Governador fala em avanços mesmo diante da crise, na abertura do ano legislativo. Governador fala em avanços mesmo diante da crise, na abertura do ano legislativo. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, fevereiro 02, 2017 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD