Header AD

Capiberibe e o tabuleiro das eleições de 2018.

O cenário para as eleições de 2018 está aberto e a possibilidade de uma candidatura do senador e ex-governador do Amapá, João Capiberibe (PSB), ao governo, parece estar saindo da boca do povo e chegando nos meios políticos como um fator novo que embaralha as cartas da política amapaense. A simpatia popular pelo nome de Capiberibe pode estar atraindo possíveis aliados.


É nesse contexto que na manhã de hoje no programa Tribuna da Cidade do jornalista Carlos Lobato, na rádio 94,5 FM, o ex-presidente da Assembleia Legislativa e candidato a governador em 2014, Lucas Barreto (Sem partido), deu uma entrevista que mostra que os dados para as eleições de 2018 ainda estão sendo lançados.

O político, que acaba de deixar o partido do pré-candidato ao governo, Senador Davi Alcolumbre (DEM), deixou claro que pretende seguir novos rumos, e declarou que considera uma possível candidatura do senador João Capiberibe (PSB-AP) ao governo.

---'O Capi é uma grande liderança do Estado do Amapá'--- declarou Barreto após ser indagado sobre o assunto. Lobato especulou sobre a possibilidade de uma candidatura de Barreto ao Senado na mesma chapa de Capiberibe, possibilidade que não foi negada por Barreto, que disse ainda que está conversando com todos os partidos.

Lucas disse ainda que recebeu a visita do presidente do Partido trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, quando foi sondado para voltar para a legenda. “Quando saí do partido, saí pela porta da frente. Tenho conversado com o ex-deputado Eduardo Seabra”, disse, sem descartar a possibilidade. Analistas acreditam que o PTB deve ser o rumo a ser tomado por Lucas.

A declaração de Barreto vem em meio a uma onda de ataques a João Capiberibe, liderada pelo jornal A Gazeta, ligado ao grupo do governador Waldez e do ex-senador Sarney, e logo depois do próprio Lobato colocar em dúvida a liderança do Senador do Amapá, após matéria publicada pelo DMM nesta segunda-feira (30), afirmar que uma pesquisa de consumo interno e enquetes nas redes sociais mostrarem Capiberibe a frente na corrida para o governo em 2018 [ler aqui].

Capiberibe trabalha para construir uma aliança progressista com a possibilidade de ter nomes como do senador Randolfe (Rede), do ex-governador Camilo Capiberibe (PSB), ou o dele próprio para concorrer ao governo do Amapá.

Desgaste de Davi e Temer

O senador Davi Alcolumbre (DEM), pré-candidato declarado ao governo do estado, tem enfrentado o desgaste de apoiar as reformas propostas pelo governo Temer (PMDB), que reduzem direitos de trabalhadores e da população. O desgaste é tão grande que durante a reinauguração da praça Floriano Peixoto, Davi, aliado de primeira hora do prefeito e do senador da Rede, não conseguiu comparecer, pois correligionários do prefeito Clécio e do Senador Randolfe prepararam um protesto contra ele.
___
Capiberibe e o tabuleiro das eleições de 2018. Capiberibe e o tabuleiro das eleições de 2018. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, janeiro 31, 2017 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD