Header AD

'Gilvan. Um político derrotado', tripudia jornalista.

A jornalista Alcilene Cavacante sapateia à vontade sobre a derrota do peemedebista Gilvam Borges, do PMDB, para o atual prefeito Clécio Luís, na tarde deste domingo (30).

Foto: Veja
Em artigo publicado em sua página pessoal - 'Gilvan. Um político derrotado' - ela desanca o derrotado. "Com uma campanha agressiva, mentirosa e perdida, Gilvan Borges se apresentou ao eleitor de Macapá com um discurso atrasado e não republicano (tipo, sou amigo das autoridades)".

Do blog da Alcilene Cavalcante.

Gilvan. Um político derrotado

Repiquete no Meio do Mundo by Alcilene Cavalcante  /  7h  //  keep unread  //  hide  //  preview

Com uma campanha agressiva, mentirosa e perdida, Gilvan Borges se apresentou ao eleitor de Macapá com um discurso atrasado e não republicano (tipo, sou amigo das autoridades).

Foi aos debates despreparado, onde não parecia alguém que teve importante cargo legislativo por tantos anos, e hora era um personagem ofensivo, hora galhofeiro, flertando o tempo todo com o ridículo.

Pesado. Não era páreo para o leve Clécio.

Sem conseguir durante toda a campanha mostrar alguma coisa que tenha feito em quase 20 anos de mandato, acumulou mais uma derrota. A última vez que Gilvan ganhou uma eleição foi em 1994. Há 22 anos.

Vejam o desempenho eleitoral de Gilvan:

1998 – Candidato ao governo, perdeu no primeiro turno.

2002 – Candidato ao senado, perdeu para Papaléo e Capiberibe. Inconformado com a derrota, trabalhou para tomar no tapetão o mandato de Capi, conseguido nas urnas.

2010 – Candidato ao senado, perdeu para Randolfe e Capiberibe.

2014 – Candidato ao senado, perdeu para Davi Alcolumbre.

2016 – Candidato a prefeito, perdeu para Clécio.

É Gilvan. O mal que você planta, volta pra você em forma de derrotas eleitorais.

Você, que tira o mandato alheio. Você, que usa suas rádios para enxovalhar a honra das pessoas e dos adversários. Você que usou seus assessores, servidores públicos do senado, para processar quem criticava aquele que lhe deu de presente um mandato que não era seu, submetendo tantos a dívidas injustas, não aproveitou o poder político para promover conquistas coletivas e nem para promover debates políticos honestos.

Por isso, a sociedade que você teima em querer representar, lhe rejeita eleição após eleição.

Ei, Psiu! Você perdeu!
__
'Gilvan. Um político derrotado', tripudia jornalista. 'Gilvan. Um político derrotado', tripudia jornalista. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, novembro 01, 2016 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD