Header AD

Deputado do AP seria pivô da expulsão de Clarissa Garotinho do PR.

Clarissa Garotinho, deputada federal expulsa do Partido da República (PR) nesta segunda-feira (21), disse sair com “cabeça erguida” da legenda. As justificativas do partido para expulsão tem a ver com voto contrário da parlamentar sobre a Emenda Constitucional (PEC-241/55) do teto dos gastos públicos, além do imbróglio com colega de partido, o deputado Vinícius Gurgel.


Em nota enviada ao G1, a parlamentar disse estranhar “a diferença de tratamento em relação a outros parlamentares do partido”. O pivô da expulsão seria o deputado Vinícius Gurgel, apontado por Clarissa como aliado do deputado cassado Eduardo Cunha.

“Gurgel é aquele acusado de permitir a fraude de sua assinatura no Conselho de Ética da Câmara para beneficiar [Eduardo] Cunha e logo depois ter alegado que a letra estava diferente porque assinou o documento bêbado”, acusou ela.

“Saio de cabeça erguida, com a certeza de que sempre trabalhei para o crescimento do partido, mas não poderia contrariar minhas convicções em defesa do povo brasileiro. Informo que tenho recebido convites de outras legendas, que serão analisados em momento oportuno”, concluiu a parlamentar.
___
Deputado do AP seria pivô da expulsão de Clarissa Garotinho do PR. Deputado do AP seria pivô da expulsão de Clarissa Garotinho do PR. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, novembro 22, 2016 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD