Header AD

Deputado do AP seria pivô da expulsão de Clarissa Garotinho do PR.

Clarissa Garotinho, deputada federal expulsa do Partido da República (PR) nesta segunda-feira (21), disse sair com “cabeça erguida” da legenda. As justificativas do partido para expulsão tem a ver com voto contrário da parlamentar sobre a Emenda Constitucional (PEC-241/55) do teto dos gastos públicos, além do imbróglio com colega de partido, o deputado Vinícius Gurgel.


Em nota enviada ao G1, a parlamentar disse estranhar “a diferença de tratamento em relação a outros parlamentares do partido”. O pivô da expulsão seria o deputado Vinícius Gurgel, apontado por Clarissa como aliado do deputado cassado Eduardo Cunha.

“Gurgel é aquele acusado de permitir a fraude de sua assinatura no Conselho de Ética da Câmara para beneficiar [Eduardo] Cunha e logo depois ter alegado que a letra estava diferente porque assinou o documento bêbado”, acusou ela.

“Saio de cabeça erguida, com a certeza de que sempre trabalhei para o crescimento do partido, mas não poderia contrariar minhas convicções em defesa do povo brasileiro. Informo que tenho recebido convites de outras legendas, que serão analisados em momento oportuno”, concluiu a parlamentar.
___
Deputado do AP seria pivô da expulsão de Clarissa Garotinho do PR. Deputado do AP seria pivô da expulsão de Clarissa Garotinho do PR. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, novembro 22, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD