Header AD

Gilvam diz que pista em Bailique foi construída sem permissão da Anac.

A Rede Amazônica de Televisão (TV Amapá) iniciou nesta segunda-feira (24) as entrevistas com candidatos que disputam o segundo turno das eleições municipais em Macapá. O candidato Gilvam Borges, do PMDB, foi o primeiro a ser entrevistado. Nesta terça-feira (25) a rodada de perguntas segue com Clécio Luís (Rede). Na sexta-feira (28), está marcado o debate entre os candidatos que ainda estão no segundo turno da disputa pela prefeitura de Macapá.

Captura de tela-TV Amapá.

Do G1/AP.
O candidato à prefeitura de Macapá Gilvam Borges (PMDB) foi o entrevistado desta segunda-feira (24) na edição do Jornal do Amapá, da Rede Amazônica. Ele disse que a pista de pouso que ajudou a construir no distrito Bailique, em Macapá, não teve autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), e que o dinheiro para custear a obra saiu do próprio bolso.

"Primeiro, a autorização que eu tenho sempre é a carência das pessoas, isoladas e distanciadas. É essa a autorização para eu trabalhar. A pista funciona até hoje. A regularização não é só da pista do Bailique. A maioria, a de Pedra Branca e Pacuí também, nenhuma delas está regularizada. Eu tirei, sim, dinheiro do meu bolso", disse.

Quando perguntado sobre a promessa de iniciar um mutirão de revitalização das áreas de ressaca, o peemedebista reafirmou que pretende começar o programa dia 2 de janeiro e ainda prometeu recomeçar as obras do Hospital Metropolitano em 28 de março.

"[Começaremos o mutirão] não é só lá na [Avenida] Claudomiro que está confirmado. Se Deus permitir, dia 2 de janeiro, às 18h , no final do [bairro] Congós, e estamos com uma agenda marcada também para 28 de março para retornarmos o trabalho do Hospital Metropolitano na Zona Norte. Acredito que o nosso modelo é diferenciado para resolver e trabalhar, tudo dentro da legalidade e eficiência", afirmou.

Gilvam também disse que a gestão dele vai buscar parcerias para desenvolver projetos em Macapá.

"Não só a nível de aliança que temos hoje, mas vamos buscar alianças com a bancada federal, governo federal e somente depois de toda essa união de força, o governo do estado tem que entrar com a prefeitura através das contrapartidas. Sabemos que o país vive uma crise e 70% dos municípios vivem em estado de solvência e nosso estado não está fora disso", afirmou.

Sobre a promessa de entrega de títulos definitivos, Gilvam Borges afirmou que antes de aplicar o programa, a intenção é aprová-la na Câmara Municipal de Macapá.

"Vamos criar a lei. Vou chamar a Câmara e remeter um projeto. Estou aqui justamente para isso, para resolver. Quando um dono de lote, um cidadão é cobrado de R$ 30 mil a R$ 60 mil para comprar um lote já ocupado há décadas e se sabe que essas condições não existem, eu prefiro optar para dar o resgate de sua dignidade na questão do título de propriedade. Isso ajuda para que ele possa reformar a casa e aquecer a economia. Tudo isso é questão de competência, tanto é que está tudo planejado", comentou.

[...]

Gilvam diz que pista em Bailique foi construída sem permissão da Anac. Gilvam diz que pista em Bailique foi construída sem permissão da Anac. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, outubro 24, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD