Header AD

Gilvam diz que pista em Bailique foi construída sem permissão da Anac.

A Rede Amazônica de Televisão (TV Amapá) iniciou nesta segunda-feira (24) as entrevistas com candidatos que disputam o segundo turno das eleições municipais em Macapá. O candidato Gilvam Borges, do PMDB, foi o primeiro a ser entrevistado. Nesta terça-feira (25) a rodada de perguntas segue com Clécio Luís (Rede). Na sexta-feira (28), está marcado o debate entre os candidatos que ainda estão no segundo turno da disputa pela prefeitura de Macapá.

Captura de tela-TV Amapá.

Do G1/AP.
O candidato à prefeitura de Macapá Gilvam Borges (PMDB) foi o entrevistado desta segunda-feira (24) na edição do Jornal do Amapá, da Rede Amazônica. Ele disse que a pista de pouso que ajudou a construir no distrito Bailique, em Macapá, não teve autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), e que o dinheiro para custear a obra saiu do próprio bolso.

"Primeiro, a autorização que eu tenho sempre é a carência das pessoas, isoladas e distanciadas. É essa a autorização para eu trabalhar. A pista funciona até hoje. A regularização não é só da pista do Bailique. A maioria, a de Pedra Branca e Pacuí também, nenhuma delas está regularizada. Eu tirei, sim, dinheiro do meu bolso", disse.

Quando perguntado sobre a promessa de iniciar um mutirão de revitalização das áreas de ressaca, o peemedebista reafirmou que pretende começar o programa dia 2 de janeiro e ainda prometeu recomeçar as obras do Hospital Metropolitano em 28 de março.

"[Começaremos o mutirão] não é só lá na [Avenida] Claudomiro que está confirmado. Se Deus permitir, dia 2 de janeiro, às 18h , no final do [bairro] Congós, e estamos com uma agenda marcada também para 28 de março para retornarmos o trabalho do Hospital Metropolitano na Zona Norte. Acredito que o nosso modelo é diferenciado para resolver e trabalhar, tudo dentro da legalidade e eficiência", afirmou.

Gilvam também disse que a gestão dele vai buscar parcerias para desenvolver projetos em Macapá.

"Não só a nível de aliança que temos hoje, mas vamos buscar alianças com a bancada federal, governo federal e somente depois de toda essa união de força, o governo do estado tem que entrar com a prefeitura através das contrapartidas. Sabemos que o país vive uma crise e 70% dos municípios vivem em estado de solvência e nosso estado não está fora disso", afirmou.

Sobre a promessa de entrega de títulos definitivos, Gilvam Borges afirmou que antes de aplicar o programa, a intenção é aprová-la na Câmara Municipal de Macapá.

"Vamos criar a lei. Vou chamar a Câmara e remeter um projeto. Estou aqui justamente para isso, para resolver. Quando um dono de lote, um cidadão é cobrado de R$ 30 mil a R$ 60 mil para comprar um lote já ocupado há décadas e se sabe que essas condições não existem, eu prefiro optar para dar o resgate de sua dignidade na questão do título de propriedade. Isso ajuda para que ele possa reformar a casa e aquecer a economia. Tudo isso é questão de competência, tanto é que está tudo planejado", comentou.

[...]

Gilvam diz que pista em Bailique foi construída sem permissão da Anac. Gilvam diz que pista em Bailique foi construída sem permissão da Anac. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, outubro 24, 2016 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD