Header AD

Deputados anulam eleição antecipada do ex presidente Kaká Barbosa.

Os deputados estaduais reunidos em sessão deliberativa ordinária desta terça-feira (25) acataram decisão da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CJR) da Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP) que recomendava a anulação de todos os atos que levaram à eleição antecipada do então deputado Kaká Barbosa (PTdoB) realizada no dia 31 de maio de 2016, para que tivesse efeitos a partir de 1º de fevereiro de 2017.


A decisão foi aceita com base em Reclamação protocolada pelo deputado Augusto Aguiar (PMDB) que havia se manifestado no próprio dia da eleição antecipada, alegando que houve atropelo a ritos do Regimento Interno para que o então dirigente efetivasse o projeto de antecipar em quase nove meses a eleição da Mesa Diretora para o biênio 2017/2019.

A ponderação feita pelo peemedebista à época da fatídica eleição havia sido indeferida pelo procurador-geral de Assembleia, que deu aval para a continuidade do pleito. E foi com base na manifestação da Procuradoria que o deputado Augusto Aguiar conseguiu se fazer ouvir. É que por força do Regimento Interno, uma Reclamação de um parlamentar só pode ser apreciada por Comissão Técnica, conforme previsão no inciso VIII e o parágrafo 1º do artigo 36.

Aguiar observou não ter sido declarada formalmente a vacância do cargo de presidente – no caso o deputado Moisés Souza que havia tido o mandato de dirigente cassado – e sequer houve a publicação deste respectivo ato no Diário Oficial da Assembleia Legislativa. “Entende viciado o ato de convocação para o preenchimento da vaga”, resume o deputado Charles Marques (PSDC), que preside a Comissão de Constituição, Justiça e Redação, que atuou como relator do processo.

Marques apresentou seu parecer ao colegiado da CJR em sessão realizada na tarde de segunda-feira (24), sendo acatado pela unanimidade de seus membros, os deputados Dr. Furlan (PTB), Fabrício Furlan (SD), Luciana Gurgel (PMB) e Edna Auzier (PSD). A decisão da comissão então foi submetida ao soberano plenário na sessão desta terça-feira, sendo da mesma forma aprovada unanimemente. Com isso o atual dirigente da Casa, deputado Jaci Amanajás (PV) baixou a Resolução nº 173, ratificando essas decisões e anulando todos os atos do processo de eleição do cargo de presidente para o biênio 2017/2019.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Alap.
___
Deputados anulam eleição antecipada do ex presidente Kaká Barbosa. Deputados anulam eleição antecipada do ex presidente Kaká Barbosa. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, outubro 26, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD