Header AD

Contraponto do articulista político Rup Silva ao artigo do jornalista Rodolfo Juarez.

Depois que o DMM repercutiu análise do jornalista Rodolfo Juarez, na última sexta-feira (8), sobre o desempenho pífio do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na eleição de 2 de outubro, [ver aqui], o analista político Rup Silva escreve um contraponto, citando razões do desempenho inesperado de um dos principais partidos da arena política amapaense — o PSB.



Leia.
O QUE NÃO FALOU O JORNALISTA
Não sei o porquê da surpresa do articulista.
Fora os números expressivos que revelou sobre o desempenho do partido - mostrando a força que o PSB sempre teve no cenário político do Estado, o jornalista não apresentou um só argumento que justifique a sua pífia performance nesse pleito.
Resultado que só é notório por que é o PSB e pelo fato dele ser dirigido pelo Senador Capiberibe que está jurado de morte.
Como sabemos existe uma sentença decretada pela Direita, aqui comandada por Sarney, seu antigo desafeto.
Que desde que aqui aportou trabalha o isolamento político do grupo, afinal acontecido nesse pleito, uma das razões do fiasco do partido, quem sabe a maior .
Sarney a quem Capiberibe e o PSB nunca se subordinaram.
Capiberibe que há um tempo atrás carregava a lenda de eleger qualquer poste, todo mundo sabe disso.
Já falamos à exaustão quem, com seu apoio , galgou postos importantes na hierarquia política do Amapá.
Dois deles marcantes : Waldez Góes em 2002 pro governo do Estado e recentemente Davi Alcolumbre para o Senado, depois de virtualmente derrotado por Gilvan em 2014.
E Clécio Viera há exatos quatro anos atrás ao seu cargo atual.
Foram tantos que não cabe aqui jornalista e você conhece todos.
Por sinal os mesmos, que no sentido contrário, brigam pra jogar a última pá de terra no seu túmulo..
Pasme,inclusive sua irmã Raquel, eleita deputada e feita Conselheira do TCE por suas mãos.
O que torna tudo isso algo bizarro e doentio a considerar o tamanho de sua obra em favor do Estado.
Vou lhe dar mais algumas razões jornalista, já que você ensaiou mas não ofereceu nenhuma.
A mais relevante é que no GOVERNO o PSB não rouba e nem deixa roubar.
Algo inadmissível pra um país como o Brasil que ostenta os níveis de corrupção que tem.
Isso não atrai parcerias e com o passar dos tempo aconteceu o que era de se esperar: debandada geral.
O PSB nunca fez "acordo" pra roubar recursos público com seus aliados,que por essa razão vivem dele a reclamar.
O PSB carrega, ao lado de Barcellos , o maior legado de obras públicas realizadas no Amapá.
Em três governos estaduais e dois municipais, basta conferir o tamanho dessa obra.
Esse tipo de performance não é discutido, levado em conta pela mídia e pelo povo, desprovido de cultura política, na hora em que vai votar .
O PSB sempre priorizou o interesse da sociedade e não de grupos e grupelhos políticos que costumam usufruir dos governos à margem da lei em detrimento do coletivo.
Isso em política é fatal. Nesse tipo de política, óbvio.
Anos à fio na militância política e no poder, jamais usou dele pra ter rádio, televisão ou outro qualquer veículo de informação, como é a praxe no AMAPA. Confira!
Nem tão pouco pra construir riqueza pessoal, também fácil de perceber.
E por isso perdeu gordura e peso eleitoral.
A tragédia socialista se completa com outra gravíssima mudança de hábito da política brasileira, o da compra de votos.
Que ainda é possível em colégios eleitorais pequenos como os nossos.
Em que pouco mais de dois mil votos elege um vereador.
Olhada pela autoridade fiscalizadora do processo eleitoral ,TRE e MP , com negligência e tolerância, causando graves distorções no resultado dos pleitos
Isso mudou drasticamente o perfil dos membros das Câmaras, Assembleias e Congresso Nacional, para onde vão- com raras exceções, representantes do poder econômico. Confira.
Criou- se a nefasta cultura de se fazer os tais "caixas 2" , quando no exercício do poder, que frauda licitações e contratos de obras e serviços dos governos.
"Caixas" que financiam campanhas políticas e agentes públicos pra os manter no poder.
Nesse momento expostos ao vivo pelas operações da PF,MPF e a LAVA JATO.
Aqui a MÃOS LIMPAS , seis anos depois, continua ilesa.
A estratégia republicana e democrática assumida pelo partido de ensinar e educar a sociedade a fiscalizar a aplicação dos recursos do Orçamento Público, sua última iniciativa, não redundou em nada.
Há um flagrante estado de miséria moral e física instalado e disseminada no seio da sociedade.
Que a torna vulnerável a compra do voto.
Você sabe jornalista, como funciona esse mecanismo que distorce o resultado dos pleitos, repito .
Como não há expectativa de mudanças, torna-se dramática sim as condições do PSB de sobreviver num ambiente de promiscuidade política que reina no Estado, inclusive com a colaboração de pessoas nunca antes imaginadas.
Tem o crescimento exponencial da população e do eleitorado, a mudança do seu perfil , jovem e pessoas chegadas recentemente ao ESTADO, de parca militância e conhecimento das coisas relativas à política do Amapá.
E principalmente tem a MÍDIA, companheiro!
E você sabe do que ela é capaz.
E nas mãos de quem está.
É isso é muito mais.


___
Contraponto do articulista político Rup Silva ao artigo do jornalista Rodolfo Juarez. Contraponto do articulista político Rup Silva ao artigo do jornalista Rodolfo Juarez. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, outubro 08, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD