Header AD

Caos na saúde pública do Ap: professor da rede estadual anuncia 4 dias de vida, pede ajuda na WEB e morre 15h depois.

O professor Sebastian Campos disse na internet que precisava fazer procedimento em até 96 horas. Paciente renal crônico, ele necessitava de R$ 8 mil para cirurgia; sem auxílio do Estado acabou morrendo antes dos amigos ajudarem.


Do G1/AP.

Uma publicação feita por um paciente renal crônico na página pessoal dele no Facebook pareceu ser o prenúncio da própria morte. O professor de artes Sebastian Campos, de 42 anos, usou as redes sociais para sensibilizar os amigos e tentar arrecadar em até 96 horas o valor de R$ 8 mil para uma cirurgia.

Caso não conseguisse realizá-la nesse intervalo, dizia o post, ele poderia morrer em decorrência da doença. A campanha na web, no entanto, foi interrompida antes de alcançar o objetivo. O professor morreu 15 horas depois da publicação.

"Não foi o primeiro e infelizmente não será o último. Ele lutou muito e fez muitas denúncias para que nossos poderes e representantes olhassem de fato para essas pessoas que estão morrendo nos corredores", lamentou a viúva do professor, Aurikelly Marques.

Sebastian lutava contra a doença havia três anos. Por causa do tratamento, fazia constantes viagens a Fortaleza, no Ceará. Recentemente, ele havia decidido ficar definitivamente na capital amapaense, mas passou a enfrentar dificuldades para dar continuidade ao tratamento na clínica de nefrologia do Hospital Alberto Lima, a única pública para realização de hemodiálise no Amapá.

"O paciente tem uma morte lenta. A alternativa seria o transplante, mas um tratamento correto, deixa a pessoa vivendo tranquilamente. Infelizmente, faltam materiais, medicamentos e outros correlatos, além de ineficiência em si. Muitos problemas acontecem para que esses óbitos venham a acontecer", lamentou o presidente da Associação dos Renais Crônicos do Amapá, Frederico Oliveira, lembrando a superlotação na clínica, atualmente com 267 atendidos para uma capacidade de 200.
[...]

____
Caos na saúde pública do Ap: professor da rede estadual anuncia 4 dias de vida, pede ajuda na WEB e morre 15h depois. Caos na saúde pública do Ap: professor da rede estadual anuncia 4 dias de vida, pede ajuda na WEB e morre 15h depois. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, outubro 06, 2016 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD