Header AD

Caos na saúde pública do Ap: professor da rede estadual anuncia 4 dias de vida, pede ajuda na WEB e morre 15h depois.

O professor Sebastian Campos disse na internet que precisava fazer procedimento em até 96 horas. Paciente renal crônico, ele necessitava de R$ 8 mil para cirurgia; sem auxílio do Estado acabou morrendo antes dos amigos ajudarem.


Do G1/AP.

Uma publicação feita por um paciente renal crônico na página pessoal dele no Facebook pareceu ser o prenúncio da própria morte. O professor de artes Sebastian Campos, de 42 anos, usou as redes sociais para sensibilizar os amigos e tentar arrecadar em até 96 horas o valor de R$ 8 mil para uma cirurgia.

Caso não conseguisse realizá-la nesse intervalo, dizia o post, ele poderia morrer em decorrência da doença. A campanha na web, no entanto, foi interrompida antes de alcançar o objetivo. O professor morreu 15 horas depois da publicação.

"Não foi o primeiro e infelizmente não será o último. Ele lutou muito e fez muitas denúncias para que nossos poderes e representantes olhassem de fato para essas pessoas que estão morrendo nos corredores", lamentou a viúva do professor, Aurikelly Marques.

Sebastian lutava contra a doença havia três anos. Por causa do tratamento, fazia constantes viagens a Fortaleza, no Ceará. Recentemente, ele havia decidido ficar definitivamente na capital amapaense, mas passou a enfrentar dificuldades para dar continuidade ao tratamento na clínica de nefrologia do Hospital Alberto Lima, a única pública para realização de hemodiálise no Amapá.

"O paciente tem uma morte lenta. A alternativa seria o transplante, mas um tratamento correto, deixa a pessoa vivendo tranquilamente. Infelizmente, faltam materiais, medicamentos e outros correlatos, além de ineficiência em si. Muitos problemas acontecem para que esses óbitos venham a acontecer", lamentou o presidente da Associação dos Renais Crônicos do Amapá, Frederico Oliveira, lembrando a superlotação na clínica, atualmente com 267 atendidos para uma capacidade de 200.
[...]

____
Caos na saúde pública do Ap: professor da rede estadual anuncia 4 dias de vida, pede ajuda na WEB e morre 15h depois. Caos na saúde pública do Ap: professor da rede estadual anuncia 4 dias de vida, pede ajuda na WEB e morre 15h depois. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, outubro 06, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD