Header AD

Boca de urna: Justiça Eleitoral proíbe funcionamento de lanchonetes e vendas no entorno dos locais de votação.

Os juízes eleitorais da 2ª e 10ª Zonas Eleitorais de Macapá, Adão Carvalho e Augusto Leite, respectivamente, baixaram Portaria (nº 004/2016) que proíbe, a partir das 7h deste domingo (2 de outubro), o funcionamento de lanchonetes nos locais de votação e vendas por parte de ambulantes no entorno dos referidos espaços destinados ao eleitor.


A proibição requer  distância mínima de 50 metros dos locais de votação na capital amapaense. A ação visa assegurar a ordem durante as Eleições Municipais 2016 e evitar prática de boca de urna e compra de votos.

Por conta da aglomeração de pessoas em lanchonetes ou ambulantes, a comercialização poderia facilitar práticas ilícitas no dia da votação. Portanto, a ação é preventiva.

Os infratores serão autuados na forma da Lei, pela prática de crime previsto no artigo 347 do Código Eleitoral. Aqueles que forem flagrados no descumprimento da norma serão detidos.

As polícias Militar e Civil garantirão o cumprimento da determinação.
__
Boca de urna: Justiça Eleitoral proíbe funcionamento de lanchonetes e vendas no entorno dos locais de votação. Boca de urna: Justiça Eleitoral proíbe funcionamento de lanchonetes e vendas no entorno dos locais de votação. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, outubro 01, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD