Header AD

A insanidade de Gilvam é hilariante e não tem limites, diz jornalista.

Para o radialista e jornalista Hélio Nogueira, o debate na Diário FM entre Gilvam Borges (PMDB) e Clécio Luís(Rede), candidatos que disputam a prefeitura de Macapá, não teve só momentos tensos entre as partes, mas pitadas de humor apareceram em trocas de acusação sobre ações na Justiça Eleitoral.


Do Facebook do HN.
Durante o debate desta quarta (26) na rádio Diário FM, o candidato Clécio 18 anunciou que estava entregando a Gilvam Borges o documento com a decisão do juiz Adão de Carvalho, proibindo a veiculação da propaganda irregular em que o candidato do PMDB prometia a doação de títulos definitivos de imóveis urbanos.

Surpreso, sem saber o que dizer, Gilvan disparou: "Então, já que você está me entregando esse documento, eu também lhe entrego este dossiê com as irregularidades da Macapaprev, receba por favor," estendendo a Clécio uma folha de papel.

Clécio recebeu o documento e abriu. A folha de papel estava em branco, e trazia no cabeçalho a logomarca da OAB/AP.

Clécio olhou para Gilvam, balançou a cabeça, dobrou o papel e colocou em cima da mesa.

A insanidade de Gilvam é hilariante e não tem limites.
PS.:

Por ironia do destino, o jornalista Hélio Nogueira foi aliado de Gilvam Borges por cerca de 20 anos, o que reforça uma das máximas de Maquiável: “Em política, os aliados de hoje são os inimigos de amanhã”.
___
A insanidade de Gilvam é hilariante e não tem limites, diz jornalista. A insanidade de Gilvam é hilariante e não tem limites, diz jornalista. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, outubro 27, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD