Header AD

A insanidade de Gilvam é hilariante e não tem limites, diz jornalista.

Para o radialista e jornalista Hélio Nogueira, o debate na Diário FM entre Gilvam Borges (PMDB) e Clécio Luís(Rede), candidatos que disputam a prefeitura de Macapá, não teve só momentos tensos entre as partes, mas pitadas de humor apareceram em trocas de acusação sobre ações na Justiça Eleitoral.


Do Facebook do HN.
Durante o debate desta quarta (26) na rádio Diário FM, o candidato Clécio 18 anunciou que estava entregando a Gilvam Borges o documento com a decisão do juiz Adão de Carvalho, proibindo a veiculação da propaganda irregular em que o candidato do PMDB prometia a doação de títulos definitivos de imóveis urbanos.

Surpreso, sem saber o que dizer, Gilvan disparou: "Então, já que você está me entregando esse documento, eu também lhe entrego este dossiê com as irregularidades da Macapaprev, receba por favor," estendendo a Clécio uma folha de papel.

Clécio recebeu o documento e abriu. A folha de papel estava em branco, e trazia no cabeçalho a logomarca da OAB/AP.

Clécio olhou para Gilvam, balançou a cabeça, dobrou o papel e colocou em cima da mesa.

A insanidade de Gilvam é hilariante e não tem limites.
PS.:

Por ironia do destino, o jornalista Hélio Nogueira foi aliado de Gilvam Borges por cerca de 20 anos, o que reforça uma das máximas de Maquiável: “Em política, os aliados de hoje são os inimigos de amanhã”.
___
A insanidade de Gilvam é hilariante e não tem limites, diz jornalista. A insanidade de Gilvam é hilariante e não tem limites, diz jornalista. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, outubro 27, 2016 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD