Header AD

Ruy foi o candidato que mais cresceu proporcionalmente 66,66% e que mais avançou, avalia Ribeiro.

Professor universitário e ex-secretário de Estado de Educação do Amapá, Adalberto Ribeiro analisa os números da última pesquisa do Ibope para a prefeitura de Macapá, publicada pela TV Amapá na noite desta sexta-feira (16). O educador publicou texto no início da manhã deste sábado (17), em que destaca o crescimento do candidato Rui Smith na reta final da campanha para eleição de 2 de outubro.


Veja.
PESQUISA IBOPE E ELEIÇÕES PARA PREFEITO: OPINIÃO

Saiu, ontem 16/09/2016, a pesquisa do IBOPE para prefeito de Macapá. Lanço aqui minha opinião baseada nos números. Proporcionalmente, o candidato que mais se deu bem foi o engenheiro Ruy Smith. E por várias razões. Mas, antes opino sobre os outros que, teoricamente, também têm chances de ir ao segundo turno. De antemão peço desculpas aos eleitores de Dora, Genival e do Promotor Moisés. Minha avaliação é que eles serão importantes no segundo turno como apoiadores ou críticos dos dois que passarem para lá. Então, vejamos:

- Clécio perdeu 1 ponto em relação à pesquisa anterior. Isso não é bom para ele, afinal é o prefeito e está com a máquina da prefeitura na mão. Seu governo é avaliado como ótimo/bom por 25% da população. É exatamente o percentual que ele computa na dianteira da corrida eleitoral. Isto é, quem avalia o governo do prefeito como regular e/ou ruim não está votando nele;

Aline (GURGUEL) – subiu de 13 para 18%. Em números brutos é, aparentemente, a segunda, mas proporcionalmente cresceu apenas 38,4% e ainda teve um aumento importante na rejeição de 24% para 33%. O povo parece está desconfiado com Aline que por alguma razão não assina Gurguel;
Gilvan – este estagnou. Ele é 12 até nos números. Na primeira e na segunda pesquisa registra exatamente esse percentual e ainda mantém impressionantes 49% de rejeição mesmo nunca tendo sido chefe de poder executivo de nenhuma esfera;

Genival – merece um destaque a parte. Apenas com o nome de um sindicalista combatente tem números que não são desprezíveis. Praticamente sem tempo de televisão e sem equipes na rua registra números impressionantes positivamente com 5%. E no debate tende a conquistar mais votos. Acredito que não será o fona da eleição;

Ruy Smith. Este foi o que mais se deu bem na corrida para a prefeitura. Cresceu proporcionalmente 66,66% sendo, portanto, o candidato que mais avançou. Teve sua rejeição diminuída. E com o pouco tempo de televisão parece consolidar uma tendência de crescimento inafastável. Se aumentar seu ritmo de crescimento – o que parece uma tendência – será o candidato com altas possibilidades de ir ao segundo turno ultrapassando a candidata Aline Gurguel.

Assim, preliminarmente falando, estariam disputando o segundo turno Aline, Gilvan e Ruy, que tecnicamente estão empatados.

Aline é uma incógnita em debates. Genival, se for aos debates (é preciso ver a legislação. Seria uma pena Genival não ir ao debate da TV Amapá) pode fazê-la passar vexame. Ela não parece dominar os complexos temas que envolve uma gestão municipal. Além do mais Aline é o plano B, ou mesmo o plano A, do atual governador.

Gilvan enfrenta naturalmente uma rejeição muito alta que aliada ao seu principal apoiador, o atual governador do estado Waldez Góes, torna sua decolagem ainda mais difícil. Portanto, sem trocadilhos, Gilvan é 12 até no IBOPE.

Ruy a continuar crescendo e aumentando seu ritmo deverá ser o candidato adversário de Clécio no segundo turno. Por várias razões: a principal delas é que Ruy é bom de debate devido a experiência. Deverá se sair bem das armadilhas de seus adversários e ainda colocá-los em situações difíceis. Esse último programa no horário eleitoral do Ruy, “do asfalto sonrisal”, foi muito criativo e verdadeiro, convenhamos.

Clécio está no segundo turno e aguarda seu oponente. A pergunta é: quem vai para o segundo turno? Aline Gurguel ou Ruy Smith.

Na minha opinião a tendência é que Ruy Smith seja o adversário de Clécio. Com pouco tempo de televisão tem tido um ótimo desempenho. Seu trabalho no corpo a corpo também está surtindo efeito.
É certo que política é como nuvem e tudo o que eu disse aqui pode até vingar de modo contrário, contudo, olhando FRIAMENTE o processo eleitoral temos tudo para ter um segundo turno com um geógrafo professor de um lado X um engenheiro do outro.

Estou torcendo pelo melhor dos debates. Daqueles que trazem para a população aprendizagem sobre a gestão de cidades. Por isso torço para ver Clécio Vieira X Ruy Smith para a gente tirar as dúvidas de quem está mais preparado para governar Macapá.

Eu não tenho dúvidas em dizer: Ruy é mais preparado para ser prefeito de Macapá!

Adalberto C. Ribeiro
Prof. Sociologia da Educação / UNIFAP.
___
Ruy foi o candidato que mais cresceu proporcionalmente 66,66% e que mais avançou, avalia Ribeiro. Ruy foi o candidato que mais cresceu proporcionalmente 66,66%  e que mais avançou, avalia Ribeiro. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, setembro 17, 2016 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD