Header AD

Professora contesta informação sobre matéria vinculada em blog.

A professora da rede estadual de ensino, Lia Mara Tavares Borralho, negou, nesta sexta-feira (23) informação vinculada no blog do jornalista Seles Nafes. A docente foi conduzida até o Ciosp do Pacoval por policiais militares para prestar esclarecimentos em decorrência de estar no local onde teria sido apreendido material entorpecente.


Lia Borralho nega informação do jornalista conhecido pelo pseudônimo de “Olho de Boto” que escreveu que ela havia confessado ser viciada em drogas.

Em nota de esclarecimento publicada no seu perfil da rede social Facebook, a professora repudiou informação do blog SELESNAFES.COM.
Nota de Esclarecimento
Estou passando por um doloroso processo que se iniciou na noite de ontem (22/09), quando fui conduzida ao ciosp, PARA PRESTAR ESCLARECIMENTOS. Ressalto o motivo de minha ida àquele local porque pessoas de má fé estão divulgando imagens veiculadas no blog do jornalista Seles Nafes, assim como a matéria assinada por um jornalista (se é que tem formação) que responde pela alcunha de Olho de boto.
Quem conhece minha conduta, sabe que jamais respondi a crime algum.
Sou funcionária pública e tenho minha vida alicerçada nos pilares da honestidade e do respeito ao próximo. Por essa razão, manifesto meu total repúdio à matéria exibida no blog, pois um jornalismo sério preocupa-se com a veracidade do conteúdo veiculado e não expõe a imagem de pessoas de forma leviana e cruel. Informo ainda que já constituí advogado, na certeza de ter o direito assegurado quanto aos danos morais que me foram causados, assim como uma ação na corregedoria contra as ações abusivas dos policiais militares envolvidos na operação, uma vez que agiram com truculência e leviandade.
Ademais, informo que o conteúdo da matéria é inverídico, o que me assegura o direito de resposta no referido blog.
Aproveito o ensejo para agradecer às manifestações de solidariedade de muitos amigos e dizer-lhes que lutaremos até a vitória.
No Facebook, a professora recebeu diversas declarações de solidariedade e apoio de alunos, colegas professores e profissionais da educação, que manifestaram incentivos de força para superar situação.

Ela também criticou e acusou o governo do Amapá pela suposta truculência da ocorrência policial e "arapuca armada".
[...] O que dizer da covardia de um governo que tenta criminalizar ativistas sociais? Não pensem que me calarão com essa arapuca armada. Vcs estão me dando o gás necessário p a luta seguir em frente. E não adianta pagar blogueiro jabazeiro para dizer inverdades sobre mim, pq meu testemunho é honestidade empreendida na luta que travo junto a meus companheiros de classe. Não houve nenhum indício contra mim, então por que veicular minha imagem nas redes sociais, de forma inescrupulosa e difamatória? A quem interessa essa exposição? Governo maldito, vcs não me calarão!
..


Aualização em 24-09-2016, às 07h54'
___
Professora contesta informação sobre matéria vinculada em blog. Professora contesta informação sobre matéria vinculada em blog. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, setembro 24, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD