Header AD

Presidente da Alap diz acreditar em saída que não decreto de calamidade nas contas públicas.

O presidente da Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP), deputado Jaci Amanajás (PV) participou nesta segunda-feira (26) de mais uma rodada de reuniões do Comitê Gestor do Estado. Após o encontro, ele se disse confiante em uma saída que não seja a decretação de * estado de calamidade financeira, como estuda o governador Waldez Góes (PDT). Com Informações da Alap.


O Comitê reúne os dirigentes dos Poderes Constituídos - Executivo, Legislativo e Judiciário - além do Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado. Foi criado com o propósito de alinhar prioridades para o Estado e debater soluções para os problemas comuns dos entes formadores do Poder Público.

Jaci disse ter acompanhado a apresentação dos números sobre a evolução financeira do Estado, que embora tenha apresentado números importantes sobre a redução dos gastos públicos, seriam insuficientes para fazer frente à queda da arrecadação própria e também os repasses constitucionais feitos pela União.

Para o dirigente do Parlamento Estadual, as esperanças agora recaem num encontro dos governadores com o presidente Michel Temer, previsto para depois das eleições municipais. “Queremos acreditar em uma solução pela via do entendimento institucional, afinal tanto o governo federal como o governo do estado possuem créditos mútuos, portanto um encontro de contas não pode ser descartado num momento tão delicado quanto esse que o país está passando”, diz Amanajás.

Ele disse ainda que no que compete ao Poder Legislativo, várias medidas vêm sendo adotadas no que se refere à redução do custeio e despesas com pessoal. “Temos a exata noção da situação e sabemos que não basta apenas dar a legitimidade às medidas que precisam ser adotadas pelo estado, mas também estamos fazendo nossa parte de modo a economizar sem comprometer o bom funcionamento da Casa. A crise pede respostas e o pleno funcionamento das instituições e é isso que estamos assegurando”, coNcluiu o presidente da ALAP.

PS. * Termo é definido em decreto de 2010 e vale só para grandes desastres. Há casos que  demandam ajuda da União; O município de Mariana decretou Decreto de Calamidade Pública, devido ao acidente no Vale do Rio Doce.
___
Presidente da Alap diz acreditar em saída que não decreto de calamidade nas contas públicas. Presidente da Alap diz acreditar em saída que não decreto de calamidade nas contas públicas. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, setembro 27, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD