Header AD

Marília Góes sobre ‘Mãos Limas’: “Superamos por causa da nossa fé em Deus”.

A deputada Marília Góes comemora decisão do Tribunal de Justiça do Amapá, que retirou seu nome de parte ré na ação da Operação Mãos Limpas.


A parlamentar atribui a “fé em Deus” pela superação de ter sido presa pela Polícia Federal, em 2010, há seis anos.

 — ‘Sentimos, então, uma dor dilacerante, que só superamos por causa da nossa fé em Deus, da nossa sólida união familiar, da força dos amigos que se mantiveram fiéis e da confiança na Justiça, fruto de uma consciência tranquila em relação às atitudes que sempre adotamos em nossas vidas’, escreveu na rede social Facebook.

Em 10 de setembro de 2010, a deputada foi presa pela Polícia Federal junto com marido, Waldez Góes, e cúpula do primeiro escalão do governo do Amapá, naquela ocasião: governador Pedro Paulo de Carvalho (que assumiu o governo quando Waldez se desincompatibilizou para concorrer ao Senado), o Secretário de Estado de Saúde, Abelardo da Silva Vaz, o Secretário de Estado de Educação, Adauto Bitencourt, o Secretário de Segurança Pública, Aldo Alves Ferreira, entre outras autoridades públicas, secretários, políticos, servidores públicos e empresários.

Leia íntegra.

Há exatos seis anos, eu e minha família sofremos um golpe terrível, extremamente violento.

Sentimos, então, uma dor dilacerante, que só superamos por causa da nossa fé em Deus, da nossa sólida união familiar, da força dos amigos que se mantiveram fiéis e da confiança na Justiça, fruto de uma consciência tranquila em relação às atitudes que sempre adotamos em nossas vidas.

Por isso, seguimos em frente.

De lá pra cá, a vida foi trazendo bálsamos para nossas feridas.

De maneira especial, foi muito reconfortante o reconhecimento dos amapaenses, que me honraram com dois mandatos como deputada estadual, e a meu marido Waldez, com a eleição para o terceiro mandato como governador.

Em nosso povo encontramos justiça.

Contudo, para a completa cicatrização das nossas feridas, é fundamental a reposição da verdade dos fatos. E graças a Deus, isso já está acontecendo.

No último dia 12 de setembro, o Tribunal de Justiça do Amapá excluiu o meu nome do processo da Operação Mãos Limpas, reconhecendo que não tive qualquer responsabilidade sobre atos de improbidade administrativa dos quais estava sendo injustamente acusada.

A decisão não me surpreendeu, pois sabia que as acusações eram infundadas, mas ainda assim meu coração se encheu de uma alegria indescritível. Afinal, a luz da verdade brilhou e vi essa luz brilhando nos olhos dos meus filhos, dos meus familiares, dos meus amigos, trazendo paz e reconforto aos nossos corações.

Por isso, quero expressar a minha gratidão pessoal, e de toda a minha família, a Deus e a todos os que nos apoiaram nas horas mais difíceis de nossas vidas. Choramos juntos. Agora é a hora de compartilharmos a nossa alegria.

Obrigada 
___
Marília Góes sobre ‘Mãos Limas’: “Superamos por causa da nossa fé em Deus”. Marília Góes sobre ‘Mãos Limas’: “Superamos por causa da nossa fé em Deus”. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, setembro 13, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD