Header AD

Improbidade: Justiça mantém governador do AP réu por compra ilegal de terreno.

Justiça mantém réu o governador Waldez Góes, do PDT, por improbidade administrativa, por compra ilegal de terreno no valor de mais de R$ 1,5 milhão.

Governador Waldez Goes e o primeiro secretária de Cidades, Alcir Matos. Fotos: Cassia Lima

A Câmara Única do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap) manteve o governador Waldez Góes (PDT) como réu em uma ação de improbidade administrativa envolvendo a compra de um terreno no Bairro Marabaixo, na periferia de Macapá.

O caso.

O processo ocorre por conta da transação feita por Waldez Góes e Alcir Figueira Matos, que na época era secretário de Infraestrutura e hoje é diretor da Agência de Desenvolvimento do Amapá (Adap), e o proprietário do terreno Sandro Luiz Azevedo Costa, que recebeu do governo do Estado R$ 1,5 milhão, para repassar a área para o nome do GEA.

O objetivo era dividir a área em lotes para um projeto habitacional. Porém, a compra não pôde ser concretizada, mesmo após o pagamento, porque o terreno em questão estava hipotecado e encontrava-se sob o domínio do Banco da Amazônia por conta de uma dívida contraída em 1992 por Sandro Azevedo.

Ao final do processo o valor foi pago ao proprietário, mas não houve o repasse cartorial do título do imóvel ao governo, pois o mesmo pertencia ao BASA. Por conta do desvio, Waldez Góes e Alcir Matos foram condenados por realizar transação administrativa em nome do governo do Estado sem os meios lícitos, e a outra parte ré, no caso o dono do terreno, por agir de má fé na transação, porque mesmo sabendo que o terreno estava hipotecado recebeu o valor e finalizou a venda. O que segundo a decisão, causou grande perda aos cofres públicos.

___
Improbidade: Justiça mantém governador do AP réu por compra ilegal de terreno. Improbidade: Justiça mantém governador do AP réu por compra ilegal de terreno. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, setembro 07, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD