Header AD

Ex-reitor e funcionários são demitidos do IFPA.

Foram demitidos por fraude e desvio de aproximadamente R$ 5,4 milhões o ex-reitor e nove servidores do Instituto Técnico Federal do Pará (IFPA). A demissão foi publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (12), com despacho em 9 de setembro pelo Ministro da Educação Mendonça Filho. As informações são do Diário do Pará e do Sinasefe.


Os recursos federais eram destinados à concessão de bolsas para alunos e professores do IFPA. No processo também houve uma destituição de cargo e seis absolvições.

Entre os servidores que foram declarados culpados e demitidos, estão o ex-reitor da instituição, Edson Ary de Oliveira Fontes, além dos funcionários Armando Barroso da Costa Júnior; Abílio Geraldo Barreto Mendes; Darlindo Maria Veloso Filho; Herivelto Martins e Silva; João Antônio Correa Pinto; Luz Marina Sena; Rui Alves Chaves; e Sônia de Fátima Rodrigues Santos.

O servidor Bruno Henrique Garcia Lima foi destituído do cargo em comissão. Já na lista dos absolvidos estão Márcio Benício de Sá Ribeiro; Geovane Nobre Lamarão; Tayan Roberto Martinez; Ivo José Paz e Silva; Eliezer Mouta Tavares; e Fausto Farias Bezerra Filho.

Confira o despacho na íntegra:


OPERAÇÃO LICEU

Em junho de 2012, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-reitor do IFPA, Edson Ary Fontes, e outras 12 pessoas à Justiça Federal.

A investigação do MPF iniciou a partir de representações e deu origem a uma auditoria extraordinária da Controladoria-Geral da União (CGU), que identificou diversas fraudes em licitações, desvios de recursos e repasses irregulares de verbas da União.

Durante a auditoria, testemunhos e provas surgiram comprovando que havia uma quadrilha formada no IFPA para desviar recursos públicos.

A Funcefet era peça principal no esquema da quadrilha e - mesmo sem o credenciamento do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência e Tecnologia, obrigatórios para receber verbas da educação - foi beneficiada com mais de R$ 79 milhões em verbas federais. Vários parentes do ex-reitor do IFPA receberam o dinheiro repassado à Funcefet.

O MPF constatou ainda que a organização desviou, em proveito próprio, recursos da Educação para a aquisição de imóveis, em Belém e em São Paulo; veículos; motos; viagens, inclusive ao exterior; pagamento de cirurgia plástica; cursos de pilotagem de motos, no estado de São Paulo; além das despesas pessoais dos membros da quadrilha, como plano de saúde, seguro de veículos, pagamento de empregados domésticos.

Também foi verificado o financiamento da Escola de Samba Bole-Bole, da qual o ex-reitor do IFPA era um dos compositores dos sambas-enredo.

___
Ex-reitor e funcionários são demitidos do IFPA. Ex-reitor e funcionários são demitidos do IFPA. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sábado, setembro 17, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD