Header AD

Deputada agradece a Deus por ser excluída de ação da 'Operação Mãos Limpas'.

— ‘A única coisa que eu posso dizer é agradecer a Deus e às pessoas  que sempre confiaram na minha inocência. Há exatos 6 anos a gente estava em outra condição, mas eu não quero pensar nas coisas ruins nesse momento, e nem lembrar dos dedos que foram apontados. Como não me emocionar num momento como esse?’, comentou a deputada Marília Góes, depois de o Tribunal de Justiça do Amapá excluir seu nome do processo da Operação Mãos Limpas.


Do site do Seles Nafes.

[...]

A deputada estadual Marília Góes (PDT) não é mais acusada em processo oriundo da ‘Operação Mãos Limpas’ por improbidade administrativa. O Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap) aceitou recurso da defesa e a excluiu do processo.

Marília Góes era a secretária de Inclusão e Mobilização Social (Sims) em 2008, quando foram comprados 5 mil conjuntos de roupas para serem distribuídos a vítimas de incêndio no município de Laranjal do Jari, no Sul do Estado. De acordo com denúncia do MP, a compra teria sido superfaturada em mais de 62%.

A defesa argumentou que a secretária estava de férias quando a compra foi realizada, e que, portanto, ela não teria responsabilidade sobre o ato.

Marília Góes já havia sido excluída do processo em âmbito criminal em 2015, e o advogado Aumil Terra Júnior solicitou ao Tjap que o mesmo entendimento fosse aplicado na ação cível.

“O MP não conseguiu trazer para os autos elementos que configurassem os supostos atos de improbidade, então ela foi excluída. Mesmo assim a juíza recebeu a ação cível, isso após a exclusão dela da ação penal. Quando isso ocorreu nós recorremos. Se o segundo grau já excluiu a responsabilidade dela na ação penal, então como a gente pode entender que ela tem responsabilidade na ação cível? “, explicou o advogado de defesa.

O pedido foi acatado pelo relator, o desembargador Manoel Brito, e acompanhado pela maioria da Câmara Única do Tribunal de Justiça.
[...]

 A   chefia   da   SIMS   competia   até   março de 2010   a   Marília Góes, e, posteriormente, passou a ser gerenciada por  Denise Carvalho, esposa de Pedro Paulo, que assumiu o governo do estado na mesma época. O  Ministério Público Federal (MPF) afirma que fraudes   semelhantes   a   das   demais   secretarias   também   foram apuradas na SIMS no que tange aos processos licitatórios. Apurou-se indícios de direcionamento   do   certame   e   superfaturamento   para   a   aquisição   de   kits   de roupa   e   bebê   e   para   a   contratação   do   Instituto  Vidas  Parceiras  para   a capacitação de servidores, dentre outros, além do uso político dos programas sociais de incumbência daquela secretaria.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) tentou por três vezes junto à Assembleia Legislativa do Amapá autorização para processar o esposo da deputada, o governador Waldez Góes, por suposto envolvimento em corrupção na Operação Mãos Limpas.

De acordo com investigação do MPF, na época em que a Secretaria de Justiça (SEJUSP) era chefiada por Aldo Alves Ferreira, delegado Federal, a pasta realizou licitações fraudadas não muito diversas das demais secretarias, como a SIMS. Dentre elas, destacam-se:   fraude   na   aquisição   de   materiais   de   informática   e   de expediente, fraude na aquisição e locação de veículos, fraude em processo licitatório para a construção   e   reforma   de   prédios   e   fraude   na   compra   de alimentos.

Ainda segundo o MPF, os processos licitatórios da SEJUSP, na sua maioria, eram montados (não havia efetiva concorrência) e destinados a empresas previamente definidas, as quais superfaturavam os preços e pagavam propina aos funcionários públicos envolvidos na licitação, inclusive o secretário  de  estado,   e   também   ao governador Waldez Góes. Apurou-se também indícios de fraude no processo licitatório para fornecimento de alimentos para o Instituto de Administração Penitenciária do Estado (IAPEN).
___
Deputada agradece a Deus por ser excluída de ação da 'Operação Mãos Limpas'. Deputada agradece a Deus por ser excluída de ação da 'Operação Mãos Limpas'. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, setembro 12, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD