Header AD

Caos na educação: MP-AP reúne com SINSEPEAP e GEA.

O Ministério Público do Amapá (MP-AP) promoveu uma reunião na segunda-feira, 19, no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, para tratar sobre assuntos referentes à insegurança nas escolas estaduais. O objetivo era cobrar do Estado melhorias e resultados após as últimas reuniões realizadas nos dias 19 de agosto e 15 de setembro, deste ano. As informações são do Mp/Ap.

Foto: Asscom/Mp-AP
Ao iniciar a reunião, o procurador-geral de Justiça do MP-AP, Roberto Alvares, relembrou os compromissos assumidos pelo Governo do Estado nos encontros anteriores e as medidas anunciadas na ocasião, dentre elas: reforço na ronda do policiamento escolar; melhorias no sistema de iluminação pública no entorno das escolas; remanejamento de 100 vigilantes da Secretaria de Estado da Administração (SEAD) para 50 unidades de ensino; e celeridade no processo licitatório da vigilância eletrônica.

Por ocasião do encontro do dia 15 de setembro com os gestores estaduais, foi fixado um prazo de 40 dias para que as medidas anunciadas pudessem ser implementadas e avaliadas. Porém, o Sindicato dos Servidores Públicos em Educação no Amapá (SINSEPEAP) apresentou, no MP-AP, um abaixo-assinado pedindo providências urgentes e relatando novos casos de furtos, além de falta de merenda escolar. Outro fator mencionado nos encontros é a falta de denúncia por parte dos diretores das escolas. Segundo representantes do SINSEPEAP, a maioria não tem auxílio sobre o que fazer quando acontece e não sabem como formalizar tais situações.

A delegada-geral da Polícia Civil, Maria de Lourdes Sousa, explicou que sem as informações corretas é impossível fazer o trabalho de investigação real e citou a possibilidade de um encontro com os professores para que sejam oficializados os casos. “Precisamos saber sobre as ocorrências e ter uma ideia do número real. Vou concentrar os esforços para apurar o maior número de ocorrências possível. Para isso, quero marcar uma reunião no auditório da Secretaria de Segurança com os professores envolvidos, mas precisamos, desde já, contar com os diretores para que todos os casos sejam registrados oficialmente”, disse a delegada.


Segundo o SINSEPEAP, esse número de invasões só cresce e tende a não diminuir se algo não for feito, e que os professores estão assustados e sem saber como reagir.

Continue lendo, aqui.
___
Caos na educação: MP-AP reúne com SINSEPEAP e GEA. Caos na educação: MP-AP reúne com SINSEPEAP e GEA. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, setembro 20, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD