Header AD

Candidatos debatem propostas para Macapá na TV Amapá.

O encontro promovido pela Rede Amazônica de Televisão na noite desta quinta-feira (29) supriu expectativas, com debate de qualidade entre candidatos a prefeito de Macapá.

Captura de tela-TV Amapá em 29-09-2016, às 23h34'

O DMM traçou principais pontos de desenvoltura dos concorrentes, Clécio Luís (Rede), Aline Gurgel (PRB), Rui Smith (PSB), Promotor Moisés (PEN), Dora Nascimento (PT), Gilvam Borges (PMDB) e Genival Cruz (PSTU).

O candidato da Rede Clécio Luís passou tranquilidade entre os candidatos, claro nos argumentos, sofreu os mais duros ataques, vindos principalmente do concorrente, Genival Cruz, do PSTU, apanhou de todos, mas conseguiu se sair com serenidade e domínio das questões apresentadas.

Gilvan Borges a princípio montou uma “tabelinha” com a candidata Aline Gurgel. Ambos apoiaram o govenador Waldez Góes em 2014, mas só Gilvam não esconde o aliado governador do Amapá em sua campanha. Aline disse que votou, sim, em Waldez em 2014, porém diz que mudou de posição e refuta apoio do desgastado governador Waldez Góes (PDT). No calor do debate, Gilvam cometeu os mesmos pecados do encontro da TV Record, ao não conseguir formular pergunta em 50 segundos.

O promotor Moisés usou a mesma estratégia do candidato paulista, João Doria, disse: “não sou político”. Ora, por que todavia é candidato? Claro que é político, sim.

O Rui Smith é o gestor com mais preparo técnico entre os concorrentes, tem larga experiência em gestão pública, mas foi prejudicado, principalmente por conta do modelo do programa, que permite aos oponentes “rejeita-lo” na preferência do embate. Se saiu bem em todas as questões apresentadas, talvez pecou por conta da ausência da emoção e entonação do discurso.

Aline Gurgel supriu expectativas de parte do eleitorado que talvez pensou que ela fracassaria, por conta de ter faltado aos debates anteriores. Começou nervosa, mas foi adquirindo segurança no decorrer do programa. Foi quem mais utilizou casamento entre entonação de voz e expressão facial. Respondeu a todas as questões com sequência lógica. A candidata do PRB chegou a insinuar aulas de direito ao promotor Moisés. Na avaliação do DMM, se apresentou muito bem, junto com candidato Clécio Luís.

A candidata do PT, Dora Nascimento passou bem, mas sem destaques e deslizes. Apresentou legado do partido para a população, como os programas sociais, principalmente direcionado à população carente.

Genival Cruz foi o mais do mesmo, no ataque, sempre, contra quem se dispusesse a debater.

Veja a fala das considerações finais dos candidatos.

Ruy Smith, do PSB: "A nossa campanha é vitoriosa. O apoio popular a cada dia percebe que temos experiência de gestão e capacidade, um partido que sempre trabalha com o povo. Quero dizer ao promotor Moisés, que quando falou que a terreplanagem não tem a ver com a segurança, mostra a diferença de experiência. Quero dizer que somos oposição a todos que estão governando. Ao prefeito Clécio, que é um pródigo criador de desculpa. Ao Gilvam, que é um candidato oficial do governador e a vereadora Aline, que é outra candidata do governador".

Aline Gurgel, do PRB: "Da mesma forma como cuido da minha casa com compromisso e amor, vou cuidar da minha cidade. Muitas pessoas me ajudaram no decorrer dessa caminhada. Quero agradecer a cada homem, mulher e criança que me deram um abraço apertado. Quero pedir a oportunidade por querer fazer pelo próximo (...) Há 80 anos, a mulher não poderia votar, mas hoje estou aqui e pela primeira vez podemos ter uma mulher governando".

Clécio Luís, Rede: "O que está em jogo são dois modelos diferentes. Um que governou o estado e já governou a capital, que nos envergonhou e que deixou a cidade para trás. O outro é o nosso governo. Há muito o que fazer, mas a nossa cidade melhorou muito. Quer fazer um favor a democracia? Me compare com os candidatos e veja as unidades reformadas e merendas nas escolas. Avançamos muito, mas ainda temos muito para fazer".

Gilvam Borges, do PMDB: "Vota 15 comigo pela minha força de trabalho, pela implantação da central de projetos onde vou atrair milhares de jovens e técnicos com experiência, pela reformulação da rede de saúde municipal, pela força que vou fazer para juntar o governo do estado, federal e municipal para atrair investimentos para Macapá e fazermos uma grande revolução. Vote comigo 15 porque faremos a diferença e iremos construir 16 quilômetros de passarelas e 80 quilômetros de asfalto".

Promotor Moisés, do PEN: "Temos só 16 segundos porque não fizemos acordo nenhum com partidos que queriam sentar à mesa para negociar apenas cargos, obras e secretarias. Não fizemos acordos e tivemos o nosso tempo reduzido. Quero ser prefeito para unir a minha experiência como ainda ajudante de pedreiro quando jovem que conseguiu chegar como promotor de Justiça, lutando há 24 anos pelas bandeiras sociais. Quero unir essa experiência de promotor na prefeitura".

Genival Cruz, do PSTU: "Eu queria agradecer o espaço. Você viu a diferença dos projetos. O primeiro, apresentado por nós, é para os trabalhadores. Agora estão divididos, mas no segundo turno vão todos se unir. Nossa campanha tem sido de muita dificuldade, tanto no ponto de vista econômico quanto do espaço de TV. (...) Não temos mais saúde, educação, saneamento e a população paga muito caro com isso".

Dora Nascimento, do PT: "Minha campanha foi simples dentro do possível e as nossas propostas estão de acordo com a realidade orçamentária do município. Você, mulher, que foi contemplada pelo PT. Você, do FIES, vocês sabem que aonde a gente governa, governamos com seriedade. Agradeço à militância e quero ser a sua prefeita para olhar não só para o Centro, mas para todos os locais".
____
Candidatos debatem propostas para Macapá na TV Amapá. Candidatos debatem propostas para Macapá na TV Amapá. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, setembro 30, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD