Header AD

Temer e Gilvam: tudo a ver?

Ex-presidente do Conselho Municipal de Promoção e Igualdade Racial de Macapá, Maykon Magalhães, associa o candidato a prefeito de Macapá, Gilvam Borges, ao presidente interino Michel Temer, do PMDB, na questão do apelo pelo “tapetão” —  prática que se refere a caminhos curtos para se chegar ao poder através da justiça eleitoral, sem passar pelo crivo do voto popular. Publicação é de uma rede social desta segunda-feira (22).


Leia.
No Tapetão não Gilvan
Assim como fez o seu amigo golpista Michel Temer e a cúpula do seu partido, o PMDB, Gilvan Borges quer tirar o direito do povo decidir livremente quem será o prefeito de Macapá.
O mesmo Gilvan, que faz de suas rádios que são concessões públicas, partidos políticos, aliás que não constam das suas declarações de bens, deixa claro como vai jogar nessa eleição, o que nos surpreende dado o seu histórico de tentar ganhar eleições no tapetão. De nossa parte, a tranquilidade de quem quer fazer um debate de idéias, discutir a cidade, debater os avanços e o que ainda precisa melhorar.
O jogo sujo, deixaremos para a várzea dos pequenos da política!

O caso.

A coligação do candidato a prefeito de Macapá, ex-senador Gilvam Borges, “Atitude e Trabalho por Macapá” tenta barrar na Justiça Eleitoral candidatura do atual prefeito à reeleição, Clécio Luís (Rede). A coligação de Gilvan alega que Clécio não pode ser candidato porque está filiado ao REDE há sete meses e que o Estatuto do partido fixa o prazo de um ano como pré-requisito para candidaturas.

Em nota, o REDE classificou a ação como um “ato desesperado” do grupo político de Sarney, Waldez e Gilvam e diz que “esta não é primeira e provavelmente não será a última vez que eles se valem de mentiras para enganar as pessoas e tomar tempo da Justiça Eleitoral.”


Leia a íntegra da nota:
“Mal começou a eleição e já tem adversário querendo vencer no tapetão. A Coligação de Sarney, Waldez e Gilvam, em Macapá, recorreu aos métodos costumeiros para impedir o avanço de nossa candidatura e do desenvolvimento de nossa cidade. Esta não é primeira e provavelmente não será a última vez que eles se valem de mentiras para enganar as pessoas e tomar tempo da Justiça Eleitoral. Neste domingo, uma ação de impugnação contra a Candidatura de Clécio Luís baseada num antigo Estatuto do nosso partido, Rede Sustentabilidade, foi impetrada pelo candidato mais rejeitado das ruas e pontes macapaenses. Nada que nos surpreenda! Seja pela falta de informação destes adversários, seja pelos métodos nada republicanos que lhes são usuais.  Repudiamos com veemência o ato desesperado deste grupo político e aproveitamos para informar que a candidatura de Clécio Luís segue firme amparada pelo Estatuto da Rede Sustentabilidade, conforme aprovado ano passado:Art. 92. São pré-requisitos para ser candidato ou candidata pelo partido:1- Estar filiado ou filiada ao partido, pelo menos, seis meses antes do pleito, conforme determina a legislação vigente; (inciso alterado por determinaçãoo do Diretório Nacional em 14 e 15 de novembro de 2015);No oportuno, comunicamos também que o referido Estatuto encontra-se disponível para consulta na internet. Aos adversários, sugerimos que pretendam novas formas de fazer política e disputar os pleitos. Ao povo, reafirmamos nosso compromisso com um processo livre e democrático para Macapá preservar suas conquistas e seguir avançando.Elo Estadual da REDE Sustentabilidade Amapá”
__
Temer e Gilvam: tudo a ver? Temer e Gilvam: tudo a ver? Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, agosto 22, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD