Header AD

Parcelamento de salários: haviam outras alternativas, diz jornalista.

O jornalista Luiz Melo insinua que a decisão do governador Waldez Góes (PDT), de parcelar os salários do funcionalismo estadual, foi precipitada. Melo assina coluna From no jornal Diário do Amapá do último domingo (28).


O governador teria se apressado em tomar decisão de parcelar salários, talvez com objetivos de evitar onda de greves das categorias representativas dos servidores estaduais, que em meados de 2015 almejavam reajuste salarial atrelado ao índice da inflação. Estratégia deu certo, pois por causa de suposta crise, representantes de classes foram engessados e não houve movimentos de greve.

Coluna From, Luiz Melo.
Pressa
Alguns desconfiam, outros já sabem, que WGóes foi mal orientado sobre parcelar salários, porque ainda existiam alternativas a avaliar, antes do bater do martelo.
Ficou o baita desgaste como resultado final.

__
Parcelamento de salários: haviam outras alternativas, diz jornalista. Parcelamento de salários: haviam outras alternativas, diz jornalista. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on terça-feira, agosto 30, 2016 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD