Header AD

Caos: no Amapá, escola pública é furtada quatro vezes no período de dez dias.

A Escola Estadual Professor Rodoval Borges Silva, localizada na periferia do município de Santana, entra para o recorde das estatísticas das instituições saqueadas. No período de 10 dias ela foi invadida 4 vezes.


Do G1/AP.

No período de 12 a 22 de agosto, a escola estadual Professor Rodoval Borges Silva foi invadida quatro vezes, segundo a coordenação pedagógica da instituição. O prédio fica localizada no bairro Fonte Nova, em Santana, a 17 quilômetros de Macapá.

Os assaltos ocorreram após o fim do contrato do governo do Amapá com empresas de vigilância. A Secretaria de Estado de Educação (Seed) anunciou em coletiva de imprensa quatro medidas de segurança que seriam adotadas para inibir ações criminosas dentro de escolas de Macapá e Santana, sendo duas delas imediatas.

O governo informou que vigilantes voltariam para 50 escolas consideradas mais vulneráveis a casos de invasão. Outra medida foi estender o trabalho do Batalhão de Policiamento Escolar, que ocorria durante o horário de aula. Agora, as rondas vão até às 3h, diariamente.

De acordo com a coordenadora pedagógica, Maria Zilda, nas quatro invasões foram levadas da escola Rodoval Borges computadores, bomba d’água, lâmpadas, ventiladores e até panelas da instituição. Portas e grades foram danificadas durante os arrombamentos.

“Dia 12 de agosto levaram uma bomba d’água. No dia 13 levaram lâmpadas e ventiladores. Dia 18 levaram da sala da TV Escola o data show, microfones, um notebook e outros matérias que ficavam guardados lá. Nesse final de semana, invadiram a cozinha e a sala de informática, onde levaram panelas, computadores e outros objetos”, detalhou a educadora.

Maria Zilda conta que cerca de 1,2 mil estudantes estão sem aula há seis dias pela falta de água. Ela ressalta que o problema de insegurança gerou nos alunos e professores um estado de constante medo.

“A diretoria tirou dinheiro do próprio bolso na compra de cadeados e até numa nova bomba d’água que foi instalada, mas que depois retirada devido à falta de segurança na escola. Estamos abalados psicologicamente, vivendo num constante estado de nervosismo. A nossa integridade física está em risco, tanto dos alunos quanto dos profissionais da educação. As aulas iriam voltar nesse segunda-feira, mas por conta de mais uma invasão, foram interrompidas mais uma vez”, destacou.
___
Caos: no Amapá, escola pública é furtada quatro vezes no período de dez dias. Caos: no Amapá, escola pública é furtada quatro vezes no período de dez dias. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, agosto 22, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD