Header AD

Polêmica: jornalistas contestam post publicado por Alcinéa.

A respeitada jornalista Alcinéa Cavalcante, apesar de exemplar histórico no jornalismo amapaense, teve seu post contestado por alguns usuários das redes sociais. Nele ela insinua que o caso do pedido da prisão do militar Hueltom Medeiros pode ser questão de intrigas políticas entre “amarelos x azul”.

O militar teve pedido de prisão preventiva revogado pelo desembargador Raimundo Vales no final da tarde de ontem, 19. Pedido se baseou em suposta ameaça a outro militar, Aclemildo Barbosa. Hueltom responde a inquérito militar em um processo sobre desaparecimento de uma arma da corporação.

 — ‘Discurso inútil’, afirmou o militante e articulista político Rupsilva Silva sobre o post da jornalista compartilhado por este perfil no Facebook.

 Para Rup, o “importante não é o fato do PSB ou PDT estarem se digladiando ou não se digladiando nos bastidores, como insinua o comentário intrigante que quer desqualificar a gravidade do acontecimento e dos crimes do policial Hueltom Medeiros”.

Ele afirma que o importante trabalho feito pelo Ministério Público, defensor da sociedade, no cumprimento do seu dever constitucional, foi jogado na lata de lixo pela decisão do desembargador Raimundo Vales, que concedeu Habeas Corpus ao militar acusado do sumiço da arma.

Para o jornalista, Mauricio Medeiros  “Aquelas cenas que vímos nas redes sociais, desse indivíduo [Hueltom Medeiros] rolando pelo chão, muito doido, algemado pela PRF, depois de acidentar uma mulher grávida, que veio a perder o seu bebê, também é culpa do PSB?”, questiona sobre insinuações de que o partido PSB estaria por trás do pedido de prisão do militar pedetista.

O servidor Francisco França lamenta que parte da classe jornalística esteja comprometida com grupos políticos do Estado. Ele aponta que a jornalista Alcinéa é ligada ao prefeito Clécio Luís (Rede).

Há quem afirme que no seio do povo há o senso comum de que jornalista tem de ser imparcial.

A posição deste editor aponta no sentido de que não existe imparcialidade no jornalismo. Todos têm um lado em se tratando de questões políticas, principalmente.

Não só a jornalista, objeto desta polêmica, como outros jornalistas não fogem da teia de George Orwell, que disse que Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade.

Todos e sem exceção, ora estarão do lado do jornalismo, ora estarão do lado da publicidade, o trânsito de um pé lá, outro cá é bastante dinâmico, relativa e às vezes até ocorre de forma simultânea.
Tudo pode depender das circunstâncias.

Detalhe: o recente pedido de prisão do militar, já revogado, não tem a ver com a outra prisão dele no ano passado. O sumiço da arma está sendo apurado pela Justiça Militar e qualquer relato distante dos autos sobre este caso pode ser apenas tentativa de fazer política partidária.
___

Polêmica: jornalistas contestam post publicado por Alcinéa. Polêmica: jornalistas contestam post publicado por Alcinéa. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, julho 20, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD