Header AD

Governo Waldez pede aos bancos maior prazo para servidores que anteciparam o 13º salário.

Com o anuncio do não pagamento por parte do Governo do Estado do Amapá (GEA) da primeira parcela do décimo terceiro no dia 15/07, representantes do  Sindicato dos Servidores do Grupo Administrativo do Estado do Amapá (Sinsgaap) solicitaram articulação do Governo junto aos bancos para que não descontasse a antecipação em conta na data prevista. A reunião na sexta-feira, 15, no Palácio do Setentrião com a participação do GEA, bancos e uma comissão da União Sindical. As informações são do Sinsgaap.

Sindicalistas apresentaram a situação crítica em que se encontra os servidores públicos do poder executivo, seja pelo parcelamento, seja pelo endividamento, o que culminou com mais de 22% dos servidores apelarem aos empréstimos de antecipação da primeira parcela do décimo, e que se os bancos executassem a dívida da antecipação levaria as famílias dos servidores até a passarem fome, pois dificilmente sobraria alguma coisa, além de fazer as dívidas se acumularem mais ainda e se tornaria um efeito "bola de neve", causando um caos generalizado tanto no comércio, quanto em toda a sociedade.

Após diversas interlocuções e alegações ficou acertado o seguinte:

(1) O Banco do Brasil não executará a dívida em 15/07, a previsão da execução será no dia 15/08. No entanto, por conta da insistência da União Sindical e do GEA o BB levará
a proposta para a Diretoria Nacional de estender esta data da execução até o dia 20/11, bem como analisará a possibilidade de diminuição dos juros até agora cobrados.

(2) O Bradesco executará a dívida na data de 15/07, podendo o cliente refazer novo contrato, no entanto, por insistência nossa, o Bradesco analisará através da sua Diretoria Nacional a dilatação do prazo de execução para o dia 20/11, utilizando-se as mesmas taxas aplicadas no atual contrato.

(3) A Caixa Econômica Federal fechou 252 contratos de antecipação da primeira parcela do décimo, afirmando não ter o banco como dilatar o prazo de execução da divida para depois do dia 29/07 (dia previsto do pagamento dos servidores), mas afirmou que estará renegociando a dívida com taxas de juros de 1,5% (antes era 2,3%), e que os servidores que fizeram a antecipação na Caixa Econômica Federal poderiam ir na agência onde fez o negócio para renegociar a dívida. Salientou que quem não for na agência até o dia 28/07 terá o valor total descontado do salário no dia 29/07.

(4) Ficou acertado também que haverá a execução total da dívida quando o GEA pagar a primeira parcela do décimo, com a amortização dos juros.

(5) No dia 28/07, às 16h00, reuniremos novamente para que o Banco do Brasil e o Bradesco nos apresente a resposta da Diretoria Nacional dos mesmos sobre a extensão do prazo de execução para o dia 20/11 e a Caixa Econômica Federal irá informar quantos servidores renegociaram a dívida.
___
Governo Waldez pede aos bancos maior prazo para servidores que anteciparam o 13º salário. Governo Waldez pede aos bancos maior prazo para servidores que anteciparam o 13º salário. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, julho 18, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD