Header AD

Bancos suspendem consignados para servidores estaduais do Amapá.

Associação Brasileira de Bancos (ABBC) fez levantamento que aponta que os maiores valores não repassados são dos governos do Amapá, Rio de Janeiro e Tocantins. De acordo com a entidade, o atraso varia de um a cinco meses. A ABBC não tem o valor total em atraso e informa que os débitos variam de banco para banco. As informações são do jornalista Paulo Silva, do Diário do Amapá.


O jornal O Estado de S. Paulo, em matéria assinada por Márcia De Chiara, informou que a maioria dos bancos médios e pequenos bancos suspendeu a aprovação de novos créditos consignados a funcionários públicos do Amapá, Rio de Janeiro e Tocantins e avalia entrar na Justiça contra esses estados pelo fato de a parcela do pagamento do empréstimo já concedido ter sido descontada do salário do funcionário e o repasse do dinheiro não ter sido feito para o banco. No Tocantins, por exemplo, o Ministério Público abriu inquérito para investigar o caso.

Em dificuldades financeiras, a suspeita é que os estados estariam usando esses recursos, que envolvem cifras significativas, para equilibrar as contas. O crédito consignado destinado a funcionários públicos atingiu em maio, o último dado disponível do Banco Central, a marca recorde de R$ 170 bilhões. O crédito ao funcionalismo responde por mais da metade do saldo total do consignado (60,5%), seguido pelo concedido a aposentados e pensionistas (33%) e aos trabalhadores do setor privado (6,5%).

Levantamento feito pela Associação Brasileira de Bancos (ABBC), que reúne as instituições financeiras de pequeno e médio portes, aponta que os maiores valores não repassados são dos governos do Amapá, Rio de Janeiro e Tocantins. De acordo com a entidade, o atraso varia de um a cinco meses. A ABBC não tem o valor total em atraso e informa que os débitos variam de banco para banco.

Josenildo Abrantes, secretário de Fazenda do governo do estado, disse ao Diário do Amapá que os bancos privados já não estão operando consignado para funcionários públicos desde janeiro, mas a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil estão operando normalmente.

 — O pagamento é prioridade da Fazenda e está ocorrendo estritamente de com o combinado com as instituições financeiras  —, diz o governo do Amapá em nota.

A reportagem do jornal O Estado de São Paulo diz não ter conseguido contato com a secretaria da Fazenda do Amapá.
___
Bancos suspendem consignados para servidores estaduais do Amapá. Bancos suspendem consignados para servidores estaduais do Amapá. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on domingo, julho 17, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD