Header AD

Waldez não tem o que comemorar depois da reunião com o presidente interino Michel Temer.

A reunião entre presidente Michel Temer e governadores para tratar sobre a dívida dos Estados com a União  — na residência oficial do governador do Distrito Federal, nesta segunda  20, em Brasília  — deixou o governador do Amapá Waldez Góes (PDT)  sem esperança de melhoras para os próximos meses.


Os governadores esperavam mais sobre o perdão ou a suspensão das dívidas com a União.
De acordo com informações do governo, o Estado terá abatimento de apenas R$ 2 milhões, quando a expectativa era de R$ 20 milhões mensais.

A fim de remediar a crise, o governo federal decidiu ajudar os estados mais endividados suspendendo o pagamento de suas dívidas com a União.

Segundo nota do governo do Estado, a suspensão só valerá para as dívidas mais recentes, o que no caso do Amapá representam somente 10% dos débitos mensais, ou seja, R$ 2 milhões.

A maioria das dívidas, cerca de 90%, foi gerada nas desastrosas administrações da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) no período de 2000 a 2010, o que fez o Amapá utilizar, em 2012, empréstimos com a Caixa Econômica para federalização da Companhia com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
___
Waldez não tem o que comemorar depois da reunião com o presidente interino Michel Temer. Waldez não tem o que comemorar depois da reunião com o presidente interino Michel Temer. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, junho 20, 2016 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD