Header AD

Waldez não tem o que comemorar depois da reunião com o presidente interino Michel Temer.

A reunião entre presidente Michel Temer e governadores para tratar sobre a dívida dos Estados com a União  — na residência oficial do governador do Distrito Federal, nesta segunda  20, em Brasília  — deixou o governador do Amapá Waldez Góes (PDT)  sem esperança de melhoras para os próximos meses.


Os governadores esperavam mais sobre o perdão ou a suspensão das dívidas com a União.
De acordo com informações do governo, o Estado terá abatimento de apenas R$ 2 milhões, quando a expectativa era de R$ 20 milhões mensais.

A fim de remediar a crise, o governo federal decidiu ajudar os estados mais endividados suspendendo o pagamento de suas dívidas com a União.

Segundo nota do governo do Estado, a suspensão só valerá para as dívidas mais recentes, o que no caso do Amapá representam somente 10% dos débitos mensais, ou seja, R$ 2 milhões.

A maioria das dívidas, cerca de 90%, foi gerada nas desastrosas administrações da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) no período de 2000 a 2010, o que fez o Amapá utilizar, em 2012, empréstimos com a Caixa Econômica para federalização da Companhia com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
___
Waldez não tem o que comemorar depois da reunião com o presidente interino Michel Temer. Waldez não tem o que comemorar depois da reunião com o presidente interino Michel Temer. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, junho 20, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD