Header AD

Dilma critica Fátima Pelaes

Dilma a Fátima Pelaes: ‘é grave que a Secretária das Mulheres diga isso [que é a favor de gravidez mesmo com estupro] no momento em que ocorreu um estupro coletivo que nos enche de vergonha como mulheres’. 

A presidente afastada Dilma Rousseff criticou nesta quinta-feira, 2, em discurso para milhares de mulheres no Rio de Janeiro, a posição da nova Secretária Nacional das Mulheres do governo interino de Michel Temer, Fátima Pelaes, que há dois dias defendeu gravidez mesmo sendo proveniente de estupro.

 — É grave que a secretária das mulheres diga isso [que é a favor de gravidez mesmo com estupro] no momento em que ocorreu um estupro coletivo que nos enche de vergonha como mulheres. E nenhuma mulher pode se calar frente a isso, afirmou Dilma.

A presidente afastada disse também que a secretária interina da mulher, Fátima Pelaes, é contra o aborto legal no caso de estupro, previsto em lei.

— É uma conquista ainda pequena das mulheres [interrupção de gravidez em caso de estupro], mas é uma conquista. E o agente público homem ou mulher, mas sobretudo uma mulher, não pode achar que as suas convicções pessoais se sobrepõem à lei, criticou.

Dilma Rousseff já havia feito críticas a nova secretária da Mulher há dois dias, na rede social Facebook, quando Pelaes declarou ser a favor da gravidez ainda que a mulher fosse estuprada. “A secretária provisória interina pode ter opinião, é direito dela. Mas, diante da lei, ou seja, enquanto a lei vigorar, essa posição é irrelevante, porque ela é obrigada como agente público a cumprir a lei", disse Dilma.
As críticas a única secretária mulher do governo provisório acontece dias depois do estupro coletivo de uma jovem de 16 anos no Rio de Janeiro.

Dilma criticou recentemente a composição do novo governo de Temer: é "chocante, sem mulheres, sem negros, sem jovens. Homens, velhos, ricos e brancos. Conseguiram a façanha de ser o primeiro governo desde a ditadura militar a não ter nenhuma mulher à frente de ministérios", afirmou, ressaltando que um dos desafios da sociedade é "ampliar a representatividade das mulheres no governo e em espaços de poder". "Só assim os temas de igualdade e de autonomia das mulheres serão tratados com a devida e necessária prioridade."

Ela disse ainda que como primeira mulher presidente quebrou paradigmas. "Temos visto como os setores da sociedade ainda são misóginos, pois não faltam episódios de discriminação e violência contra as mulheres", disse, citando justamente "o terrível caso do estupro coletivo que envergonha a todos nós".

A presidente afastada afirmou que todos os crimes contra a mulher devem ser combatidos e punidos com o rigor previsto na lei. "No entanto, o caso recente de estupro coletivo no Rio de Janeiro, assim como aqueles ocorridos no Piauí, e todos os que ocorrem todos os dias em todo o País, mostram que é fundamental que todos nós, governos e sociedade, enfrentemos a cultura do estupro que existe no Brasil. Precisamos extinguir esta cultura que desvaloriza a mulher, que considera normal tratá-la como objeto", disse.

Vídeo..


__
Dilma critica Fátima Pelaes Dilma critica Fátima Pelaes Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, junho 03, 2016 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD