Header AD

Sarney: 'A ditadura da Justiça tá implantada, é a pior de todas!'

Gravação revela que o ex- senador pelo Amapá, José Sarney, tentou influenciar para barrar a operação “Lava Jato”.


Em Áudio, o ex-presidente conversa com Sérgio Machado, que dirigiu a Transpetro por indicação do PMDB, fazendo críticas ao Judiciário e o temor com os avanços da Operação Lava Jato.

O ex-senador foi um dos políticos mais influentes do Amapá na última década. Após a deflagração da operação "Mãos Limpas", seu grupo político ficou afastado do executivo durante o período de 2010 a 2014, retornando ao poder a partir de 2015.


Leia matéria de O Globo.

Gravações de conversas entre o ex-presidente da Transpetro e caciques do PMDB divulgadas esta semana indicam articulações políticas para tentar barrar a Lava-Jato. Em um dos áudios, reproduzido na noite de quarta-feira pelo “Jornal da Globo”, o presidente do Senado, Renan Calheiros, fala com Machado e Sarney em como acessar o ministro do STF e relator da Lava-Jato Teori Zavascki. O grupo cita o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Cesar Asfor Rocha e o advogado Eduardo Ferrão.

Em mais uma conversa gravada pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, o ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) e Machado reclamam da operação Lava-Jato, do juiz Sérgio Moro, e do que chamaram de “ditadura da Justiça”. O áudio inédito foi divulgado pelo “Jornal Nacional” da TV Globo nesta quinta-feira.

MACHADO – Não teve um jurista que se manifestasse. E a mídia tá parcial assim. Eu nunca vi uma coisa tão parcial. Gente, eu vivi a revolução […]. Não tinha esse terror que tem hoje, não. A ditatura da toga tá f***.SARNEY – A ditadura da Justiça tá implantada, é a pior de todas!MACHADO – E eles vão querer tomar o poder. Pra poder acabar o trabalho.Machado e Sarney também criticam as nomeações que a presidente Dilma Rousseff fez para o Supremo Tribunal Federal (STF).SARNEY – E com esse Moro perseguindo por besteira. MACHADO – Presidente, esse homem tomou conta do Brasil. Inclusive, o Supremo fez porque é pedido dele. Como é que o Toffolil e o Gilmar fazem uma p*** dessa? Se os dois tivessem votado contra, não dava. Nomeou uns ministro de m*** com aquele modelo.SARNEY – Todos.

JANOT É MAU CARÁTER

Machado fez delação premiada na Lava-Jato, já homologada por Zavascki. Numa série de depoimentos prestados à Procuradoria-Geral da República, ele falou sobre a arrecadação de dinheiro de origem ilegal para políticos aliados, entre eles Sarney, Renan e o ex-ministro do Planejamento Romero Jucá (PMDB-RR). Um áudio envolvendo Jucá, divulgado na última segunda-feira, acabou levando a sua saída do governo de Michel Temer.

Em outro diálogo entre Renan e Machado, os dois fazem críticas a diversos políticos e ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chamado de “mau caráter”.

SUBSTITUIÇÃO DE DILMA

Numa das conversas divulgadas pelo “Jornal Nacional”, Machado e Sarney especulam quem substituiria a presidente Dilma Rousseff.

MACHADO – Saindo o Michel, e aí como é que fica? Quem assume?SARNEY – […] Eleição. E vai ter muito, um Joaquim Barbosa desses da vida.MACHADO – Ou um Moro… O Aécio pensa que vai ser ele, não vai ser não.SARNEY – Não, não vai ser ele, de jeito nenhum!MACHADO – E quem que assume a presidência, se não tem ninguém?SARNEY – O Eduardo Cunha.MACHADO – E ele não vai abrir mão de assumir, não.SARNEY –- Não… No Supremo não tem. Não tem ninguém que tenha competência pra tirá-lo. Só se cassarem o mandato dele. Fora daí, não tem. Como é que o Supremo vai tirar o presidente da Casa?

COM ROMERO JUCÁ

Em outra conversa com o senador e ex-ministro do Planejamento Romero Jucá, Machado trata de uma reunião com a cúpula do PSDB também sobre sucessão de Dilma.

JUCÁ – Falar com o Tasso, na casa do Tasso. Eunício, o Tasso, o Aécio, o Serra, o Aloysio, o Cássio, o Ricardo Ferraço, que agora virou psdbista histórico. Aí, conversando lá, que é que a gente combinou? Nós temos que estar junto para dar uma saída pro Brasil (inaudível). E, se não estiver, eu disse lá, todo mundo, todos os políticos (inaudível), tão f***, entendeu? Porque (inaudível) disse : ‘Não, TSE, se cassar…’. Eu disse : ‘Aécio, deixa eu te falar uma coisa: se cassar e tiver outra eleição, nem Serra, nenhum político tradicional ganha essa eleição, não. (inaudível), Lula, Joaquim Barbosa… (inaudível) Porque na hora dos debates, vão perguntar: ‘Você vai fazer reforma da previdência?’ O que que que tu vai responder? Que vou! Tu acha que ganha eleição dizendo que vai reduzir aposentadoria das pessoas? Quem vai ganhar é quem fizer maior bravata. E depois, não governa, porque a bravata, vai ficar refém da bravata, nunca vai ter base partidária…’ (inaudível) Esqueça!
___

Sarney: 'A ditadura da Justiça tá implantada, é a pior de todas!' Sarney: 'A ditadura da Justiça tá implantada, é a pior de todas!' Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on segunda-feira, maio 30, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD