Header AD

Governo Waldez anuncia divisão no pagamento dos servidores públicos.

Na entrevista para o programa Luiz Melo na última segunda-feira, 18, o titular da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) Antônio Teles Júnior havia dito sobre a possibilidade de parcelamento da folha de pagamento do funcionalismo público estadual nos próximos meses. Agora é oficial, o governo anuncia que o pagamento será dividido. Uma parte dos servidores receberá no dia 30 e o restante no dia 10 de fevereiro, depois do carnaval.


Apesar da crise econômica que enfrenta o país, a folha de pagamento do Estado cresceu durante todo o ano de 2015. Em janeiro do ano passado havia 28.656 servidores e que o custo ao Estado era de R$ 138 milhões . Em maio, apenas 4 meses depois, o número de servidores em cargos comissionados saltou para 32.933 e a folha de pagamento atingiu os R$ 157 milhões (4.277 servidores a mais na folha de pagamento). Até julho de 2015, houve um aumento de mais de R$ 50 milhões nas despesas com pessoal.


Do G1 AP


Parte dos servidores receberá no dia 30 e o restante no dia 10 de fevereiro.
Medida é resultado da crise econômica vivida pela administração, diz governo.
Abinoan Santiago, do G1 AP

O governo do Amapá anunciou nesta quinta-feira (28) que vai fazer o escalonamento do pagamento dos servidores públicos. No sábado (30) serão efetuados os pagamentos dos salários dos funcionários efetivos, comissionados e servidores federais com gratificação paga pelo governo do Amapá. Os contratos administrativos e os servidores, que vão gozar férias no mês de fevereiro, receberão o pagamento no dia10 de fevereiro, após o carnaval.

A medida, segundo o governo, é resultado da crise econômica vivida pela administração. Em janeiro, o Amapá teve queda de pelo menos R$ 40 milhões nos dois primeiros repasses mensais do Fundo de Participação dos Estados (FPE), uma das principais fontes de arrecadação.

"Fomos pegos de surpresa. Em linhas gerais, o mês de janeiro é muito bom para a arrecadação porque ele reflete o trimestre anterior, que geralmente tem um crescimento na economia. O que aconteceu foi atípico. Tivemos uma retração muito forte nesse período e acendeu a luz vermelha", comentou o secretário de Planejamento, Antônio Teles Júnior, acrescentando que o governo não descartou totalmente o parcelamento dos salários.

Além disso, 2015 fechou com a menor arrecadação de impostos estaduais desde 2012. Os números mostram que as receitas próprias tiveram cifra de R$ 909.303 milhões. O número é abaixo do arrecadado no ano anterior, quando entraram para os cofres do estado R$ 1,03 bilhão.
Dos últimos quatro anos, a cifra arrecadada em 2015 é maior somente à registrada em 2012, quando o Estado conseguiu ter receita de R$ 863.699 milhões.

Em agosto de 2015, o secretário de Planejamento, disse ao G1 que o estado não pensava, à época, em parcelar o salário dos servidores públicos, desmentindo na ocasião boatos sobre a medida, por causa de “poupanças" de gastos públicos para pagar a folha.

O secretário da Fazenda, Josenildo Abrantes, adiantou que o pagamento dividido da folha de servidores deverá ser feita ao longo de 2016. Ele também descartou o aumento de impostos estaduais para 2017 como forma de compensação do cenário econômico.
"A gente trabalha na possibilidade de ocorrer em todo o decorrer do ano em função do cenário que mostra um 2016 pior que 2015. Se houver uma reação, a gente volta a pagar todos os servidores na mesma data", disse.

Para conter a crise, o governo deverá editar uma nova medida de contenção de gastos, o que na avaliação da equipe econômica do estado, será "mais radical" a realizada em 2015, que diminuiu em 20% as despesas e que reduziu os salários do governador, vice e secretários.
__
Governo Waldez anuncia divisão no pagamento dos servidores públicos. Governo Waldez anuncia divisão no pagamento dos servidores públicos. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quinta-feira, janeiro 28, 2016 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD