Header AD

Projeto familiar? família de Gilvam Borges pretende disputar pelo menos 4 prefeituras.

O site sucursal do portal Brasil 24/7 no Amapá chama atenção dos leitores sobre possível projeto familiar no Estado. A matéria é desta sexta-feira (16).


A família do ex-senador Gilvam Borges pretende disputar ao menos 4 das 16 prefeituras do Estado, nas eleições municipais de 2016.

O projeto de poder foi revelado nesta quinta-feira (15) durante entrevista a uma das emissoras de rádio da referida família. Gilvam entregou recentemente a pasta da Secretaria do governo do Amapá em Brasília para se dedicar ao projeto familiar. Ele permanece aliado ao governador Waldez Góes (PDT).

Do site do Brasil 24/7/AP.

Amapá 247 - Gilvam pretende disputar à prefeitura de Macapá enquanto outros dois irmãos dele, o deputado federal Cabuçu Borges, e Dilson Borges disputam as prefeituras de Santana e Mazagão respectivamente. Dilson é o atual prefeito e vai disputar a reeleição, assim como o primo Elcias Borges, atual prefeito de Ferreira Gomes.

Sem mandato e sem cargo no serviço público Gilvam afirmou ter deixado a representação do Amapá na capital federal para se dedicar a campanha. Na prática porém o pleito de 2016 já começou para a família Borges, proprietária de diversas emissoras de rádio e Tv em todo o Estado.

Em Macapá e Santana, por exemplo, as emissoras do Grupo Beija-Flor fazem oposição sistemática aos gestores, desqualificando toda e qualquer medida. Logo após o pleito de 2014 funcionários dessas emissoras afirmaram publicamente que a prefeitura de Macapá seria o novo alvo das críticas.

Em dezembro de 2014 a Procuradoria Regional Eleitoral tentou conter o abuso ajuizando ação que pede a cassação dos diplomas do governador Waldez Góes(PDT), do vice-governador Papaléo Paes (PP) e Luiz Gionilson Borges (PMDB) por abuso dos meios de comunicação.

Na ação a PRE afirma que "passado o pleito de 2014, os jornalistas do Grupo Beija-Flor começaram a mirar as eleições de 2016, indicando de forma inequívoca que pretendem adotar as mesmas práticas com o fito de obter êxito para seu grupo político".

Fiel aliado do governador Waldez Góes (PDT) e do ex-senador José Sarney (PMDB), Gilvam não ganha uma eleição no Amapá desde 1994, quando foi eleito senador. Desde então disputou o governo do Estado e tentou duas vezes ser eleito novamente senador, mas não obteve êxito. Nas duas vezes que voltou ao senado ocupou a cadeira de João Alberto Capiberibe (PSB).

Gilvam considera a gestão de Mazagão como referência em relação ao modelo de gestão da família , porém moradores do munícipio reclamam de atraso salários, da qualidade da saúde, obras inacabadas, escolas sem merenda e algumas caindo aos pedaços.
___
Projeto familiar? família de Gilvam Borges pretende disputar pelo menos 4 prefeituras. Projeto familiar? família de Gilvam Borges pretende disputar pelo menos 4 prefeituras. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on sexta-feira, outubro 16, 2015 Rating: 5



SE O LEITOR TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é espaço dedicado ao jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se não tem conta no PayPal, não é necessidade se inscrever para doar ou assinar, basta apenas usar o cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD