Header AD

Polícia Federal volta fazer operação na Assembleia Legislativa do Amapá.

A Polícia Federal voltou às ruas de Macapá na manhã desta quarta-feira (7). Desta vez estaria vasculhando prédios da Assembleia Legislativa, em decorrência de investigação dos chamados "Créditos podres", que teriam desviados cerca de R$12 milhões da Assembleia Legislativa.

O caso dos “Créditos podres” tem a ver com a empresa Sigma Assessoria Empresarial. Esta empresa foi contratada por R$ 15 milhões em março pela Assembleia Legislativa do Amapá para negociação de dívidas previdenciárias.

Segundo o juiz Walter Santos, a contratação da empresa tem falhas “escancaradas”, o que, para ele, revelou um “amadorismo” do parlamento no “trato com o dinheiro público”. A afirmação do magistrado da 4ª Vara Federal está na sentença que deflagrou, no dia 4 de agosto, a operação Créditos Podres.

Até agosto passado, o proprietário da empresa, Walmor Cardoso, estava foragido da Justiça, suspeito de oferecer créditos previdenciários falsos para a Alap.

Ele foi preso em 2010 pelo mesmo crime, apontado como líder de um esquema em que eram ofertados créditos a empresários com depreciação de até 50% para abatimento em dívidas previdenciárias.

Os créditos, conforme o Ministério Público Federal, eram na verdade inexistentes para fins de compensação tributária, prática conhecida como “créditos podres”.

Falta confirmar se esta operação da PF é sobre os tais “Créditos podres”, que teriam desviado recursos da Assembleia Legislativa.
__
Polícia Federal volta fazer operação na Assembleia Legislativa do Amapá. Polícia Federal volta fazer operação na Assembleia Legislativa do Amapá. Reviewed by Nezimar Borges/ Ana Maria Marat on quarta-feira, outubro 07, 2015 Rating: 5

SE VOCÊ TEM ALGUMA NOTÍCIA PARA COMPARTILHAR, ENVIE PARA O WHATSAPP (96)98135-3197.


O Diário do Meio do Mundo é um site de jornalismo independente. Contribua para mantê-lo online. Obrigado! Se você não tem uma conta no PayPal, não há necessidade de se inscrever para doar ou assinar, você pode apenas usar qualquer cartão de crédito ou de débito. Para quem prefere fazer depósito em conta: Banco do Brasil; Agência: 2825-8; CC: 219.880-0.


Post AD